O Portal de notícias de Porto Seguro

Prefeitura derruba vestiário do campo do “Sapoti”, e moradores protestam nas redes sociais

2 517

Em mais uma ação desastrada, sem diálogo e planejamento, a prefeita de Porto Seguro, Cláudia Oliveira, autorizou a demolição do vestiário do campo de futebol no bairro Sapoti.
A ação desencadeou uma série de postagens indignadas e revoltosas nas redes sociais e grupos de whats-app na cidade.
O campo, frequentemente usado pelos esportistas da região, inclusive em torneios patrocinados pela prefeitura, tem como principal atividade, o treinamento de crianças de todas as classes sociais, especialmente as mais carentes, num belo trabalho social realizado pelo batalhador, dedicado e obstinado, Saramandaia.

O despautério aconteceu nesta quarta-feira, 17/04, e pegou todos de surpresa. O local, além de servir como vestiário, era usado para a guarda de materiais esportivos, troféu, medalhas, documentos das crianças, etc., cujo destino, segundo o treinador Saramandaia, não se tem notícia.
Em conversas com a nossa reportagem, a assessoria do vereador Bolinha, envolvido nessas intervenções no bairro, explicou que a derrubada do imóvel foi necessária, para que se construísse no local o prédio do CRAS que atenderá toda a região naquele entorno e que um novo vestiário será construído nas imediações do campo.
O fato é que, existem na localidade diversas áreas que poderiam atender aos propósitos do vereador e do executivo, sem causar tamanho trauma e constrangimento aos moradores e desportistas locais. Derrubar o que já existe e está sendo útil para a comunidade, não nos parece razoável. Não seria mais econômico e transparente reformar o vestiário existente e construir o prédio do CRAS em outra área?

Agora, a comunidade está sem o vestiário do campo e sem o CRAS, e somente Deus sabe quando essas obras estarão concluídas.
Uma falta de sensibilidade e desrespeito à comunidade, imensurável. A população não tolera mais essas atitudes arrogantes e tempestivas; sem diálogo, desafiantes, belicosas e com consequências desastrosas para os moradores e contribuintes dos bairros.
A realização de obras, com preços suspeitos e alvo de investigações, jamais justificará a prepotência e o abuso dessas ações. Este DNA “fraterno” cansou a população que, ansiosa e confiante, aguarda maior celeridade do MPF nas investigações já concluídas pela Polícia Federal.

  1. Emerson Diz

    Vergonhoso ler esses tipos de matérias, enquanto a cidade se encontra com tantas obras ( pavimentação da ladeira do sapoti, bairro Nilo
    Fraga sendo todo pavimentado, rua da linha no cambolo, ligação da ladeira do sapoti ao mercado do povo, praça dos pardais…) e ainda existe sites que só serve para o desserviço do município, dedicado a desenformar a população, lamentável.

  2. Geovane Diz

    Acho que todos estão equivocados. Já que é um vestiário usado pelo os esportistas,O MATERIAL que ali que estava guardado só pertence ao dono .Não a associação

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

× Envie uma