O Portal de notícias de Porto Seguro

“Filas são injustificáveis, há vagas para todos”, afirma Secretária de Educação, Janis Souza.

0 1.290

A reportagem do JoJô Notícias foi recebida nesta manhã de segunda-feira, 14/01, pela Secretária de Educação, Janis Alves de Souza que, de forma serena e tranquila, nos esclareceu a precipitação e ansiedade da população em realizar as matrículas dos alunos, dormindo em filas e se amontoando em portas de escolas e creches, desnecessariamente.

De acordo a secretária, a questão está associada, em parte, à desinformação sobre os mecanismos disponibilizados pela secretaria aos pais e alunos, para efetivação da matrícula, como códigos de acesso pela internet e próprio site da secretaria, e também, à cultura popular de se dirigir fisicamente às instituições para realizá-las.

Janis Souza citou a portaria 032/2018 que estabeleceu todo o mês de janeiro para a efetivação das matrículas escolares no município, e esclareceu que são em torno de 35 mil vagas  ofertadas, que serão preenchidas, preferencialmente, aos alunos oriundos da rede pública, com cada escola definindo o seu cronograma de ações e intervenções.

“Temos hoje no município uma estrutura física composta de 105 escolas- sendo 18 indígenas-; 1112 professores efetivos, mais 400 contratados; 1400 servidores efetivos no serviço de apoio, mais 1000 contratados, que garantem a normalidade e o efetivo funcionamento da secretaria a pais alunos e toda a comunidade educacional”, declarou a secretária.

Demonstrando preocupação e compromisso com o desenvolvimento de ações afirmativas para o setor, a secretária lembrou a realização do Fórum Municipal de Educação, realizado em meados do ano de 2018, que contou com a presença de entidades como OBS-PS (Observatório Social de Porto Seguro), APLB, Sindicatos afins, etc., que teve o objetivo de estimular o debate sobre opiniões e sugestões sobre o segmento, envolvendo toda a comunidade, para subsidiar medidas e decisões estratégicas de planejamento.

Por fim, Janis Souza relacionou o desejo de trazer as famílias para dentro das escolas, fortalecer os conselhos de pais e mestres, dá treinamento aos conselhos, incentivar reuniões e tornar a secretaria de educação mais presente, como prioridades de sua gestão para que haja maior interação e participação da comunidade nas definições das políticas de educação no município.

“A educação pertence à comunidade, é preciso desenvolver um sentimento de amor; humanizar a educação, A terra está sendo arada e a semente plantada. Temos um bom diálogo com a sociedade, com o sindicato e com o MPE. Acreditem na gestão, na secretaria de educação. Todos estão aqui para servir”, destacou Janis Souza.

A secretária prometeu ainda, para fevereiro, um balanço administrativo/financeiro do setor, quando serão reavaliados o curso das iniciativas promovidas e o redirecionamento do mesmo, caso necessário.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

× Envie uma