O Portal de notícias de Porto Seguro

Monumento que marca a chegada dos portugueses passa por nova roupagem

0 1.340

Localizado na Cidade Histórica, monumento do “Marco do Descobrimento”, que conta um pouco da história da colonização brasileira e é importante símbolo de registro da chegada dos portugueses ao Brasil, passou por revitalização no último final de semana de março.

Após anos de abandono, o  monumento, que é uma das atrações num dos pontos turísticos mais visitados de Porto Seguro,  passou por limpeza técnica, onde recebeu nova redoma de vidro protetora e uma iluminação mais adequada.

A recuperação atende o pedido dos moradores e foi realizada com o apoio do prefeito Jânio Natal, do secretário de Turismo Paulinho Toa Toa, do secretário de Trânsito e Serviços Públicos, Luciano Alves e da parceria firmada entre a Superintendência da Cultura e o Escritório Técnico do IPHAN local.

“Estamos satisfeitos com a revitalização. O monumento representa o início da nossa nação, algo de imenso valor histórico e de pertencimento para Porto Seguro”, destacou o secretário Paulinho Toa Toa.

O administrador do Centro Histórico, Paulo Henrique, ressaltou a importância do monumento como o registro mais antigo da chegada dos portugueses ao Brasil, recaindo ao ano de 1503. “Ele foi instalado no local onde foi construída a primeira vila de moradores, a primeira igreja do país e a Casa de Câmara e Cadeia, que tornam o espaço um verdadeiro museu aberto do Descobrimento e importante ponto turístico de Porto Seguro”, descreveu

O professor da Uesb, doutorado em História Social do Brasil, pesquisador da história indígena e da história da América portuguesa, Chico Cancela, que também já foi coordenador de um convênio entre a Uesb e a Paróquia da Pena, que possibilitou a revitalização e, consequentemente, a abertura do Museu de Artes Sacras, também no Centro Histórico de Porto Seguro, explica melhor sobre o monumento e como surgiram essas denominações. “O nome correto seria marco de posse. A questão é que a chave do processo de patrimonialização de Porto Seguro é a ideia do Descobrimento. Então, para trazer legitimidade ao tombamento, criou-se essa narrativa. Este tipo de padrão de posse foi depositado em pontos estratégicos da costa das terras portuguesas do Novo Mundo pelas chamadas expedições ‘guarda costas’, especialmente a partir de 1503. Além de Porto Seguro, tem referência a existência destes marcos no Rio Grande do Norte e Salvador”, respondeu o historiador.

Fonte: SECOM/ Secretaria de Turismo e Cultura de Porto Seguro

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.