O Portal de notícias de Porto Seguro

Desinformação e desorganização indigna turistas na travessia das balsas em Porto Seguro

Depoimentos dos turistas indicam insatisfação

0 1.217

Em uma clara demonstração da falta de planejamento e de improviso na recepção ao turista em Porto Seguro, a reportagem do Jojô Notícias constatou hoje, 13/01/2018, in-loco, o sofrimento dos turistas que se destinam à orla sul de Porto Seguro, e que optam pela travessia através da balsa.

Além dos preços extravagantes e discriminatórios – o turista paga um preço mais elevado -, a demora para embarcar é um forte desafio à paciência do visitante.

Quatro embarcações estão em operação. As saídas ocorrem a cada 30 minutos, e o tempo de espera para embarque na balsa é de 1h30 para veículos e 30 min para pedestres, neste sábado.

Ocorre que grande parte dos turistas não tem conhecimento que existe outro acesso à orla sul da cidade, pela BR 367, como foi constatado pela nossa reportagem.

Todos os turistas abordados pela reportagem e que foram comunicados sobre esta alternativa, ficaram surpresos e indignados pela desinformação. “Sério”, “você está brincando”, foram as reações mais freqüentes.
As reclamações são de toda natureza. Vai da demora no embarque, dos altos preços, da truculência dos monitores de transito, ausência de sinalização à completa desinformação.
Tentar ordenar esses embarques com improvisos diários é um perfeito atestado de incompetência. E funciona assim há vários anos.
È inaceitável um destino turístico como Porto Seguro não dispor de monitores e de um serviço de informação no aeroporto, na rodoviária, na praça do relógio ou em outros pontos estratégicos da cidade, para orientar nossos visitantes.
O amadorismo tornou-se marca registrada do turismo em Porto Seguro. Não se equaciona o menor gargalo. Realizam uma “operação verão” em pleno verão. Contratam e colocam nas ruas da cidade monitores de transito, de turismo e sei lá das quantas, pessoal despreparado, sem treinamento e que acabam invertendo os resultados esperados.
Como esperar um incremento no setor com esta postura. Já comentamos aqui diversas vezes: O turismo em Porto Seguro continua sendo fomentado por suas belezas naturais, e padece de ações e intervenções logísticas para impulsioná-lo.

É preciso trabalhar e informar o turista na origem da viagem. Tratá-lo apenas como fonte de dinheiro imediata, é um insulto à sua inteligência. O mercado está ficando acirrado, exigindo melhorias na qualidade do serviço e respeito ao usuário.

Achar que as belezas descortinadas por Cabral será fonte eterna de divisas é esquecer “QUE AS AVES QUE AQUI GORJEIAM JÁ GORJEIAM COMO LÁ!

 

Veja tabela de preços:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.