O Portal de notícias de Porto Seguro

Porto Seguro é reduto de tatuadores do Brasil e do mundo

De símbolo de marginalidade, ela passou a se tornar uma forma de expressão individual de arte e estética do corpo

1 1.115

Nas últimas décadas, Porto Seguro, Arraial d’ Ajuda e Trancoso foram e continuam sendo redutos de artistas e intelectuais.  A tatuagem entra nesse contexto, atraindo tatuadores dos mais diversos lugares, se tornando vitrine para o Brasil e o mundo.

De símbolo de marginalidade, ela passou a se tornar uma forma de expressão individual de arte e estética do corpo. A Terra Mater ainda possui um grande diferencial: a diversidade cultural concentrada numa cidade de médio porte. Além do mais, Porto Seguro por si só, já é um grande atrativo para os tatuadores. A maioria chega para tentar ganhar a sorte nesse período de alta do turismo e uma boa parte vai ficando e se estabelecendo na cidade.

Só para citar alguns que passaram por essas bandas: o argentino Saru, que tatuou a Cássia Eller; Wagner que trabalhou no estúdio do Beco das Cores, em Arraial; Mosquito, que também atuou em Arraial; Fabrizio, que hoje está em Ibiza; Darlan Red, que foi um dos mais conceituados e hoje vive em Portugal; assim como Zezinho, que também seguiu os passos de Darlan; entre outros.

Atualmente, em Porto Seguro não há como falar de tatuagens sem citar o nome do chileno Cristian Axelis , conhecido também como Pelao, estabelecido no shopping Oceania há dez anos. Artista completo em diversas vertentes, Cristian é sempre convidado a participar como jurado em convenções de tatuagens, como aconteceu no ano passado, no Centro de Cultura.   “Para mim é difícil falar em baixa ou alta temporada, porque tenho dez anos aqui e criei meu espaço, então não sinto queda na demanda quando chega no período de baixa”, conta o tatuador.

Diretamente de Limeira, São Paulo, para Porto Seguro, o tatuador Marcelo Soares possui seu estúdio localizado na Rua São Pedro há mais de uma década. Ele percebe um crescimento maior na procura na alta. “Aumentando o volume de turistas, obviamente, percebemos um crescimento na demanda de clientes”, diz.

Ele acredita que chega a triplicar o número de clientes na alta temporada, mas alerta para os cuidados com a tatuagem no verão. “Muitos turistas fazem tatuagens e continuam indo às praias, entrando no mar, sendo que o ideal é esperar ela cicatrizar, sem exposição ao sol e à água salgada”, informa Marcelo.

Praticamente todos os estúdios do centro da cidade obedecem aos padrões da Vigilância Sanitária, obtendo seus alvarás. Durante o verão e a presença dos turistas, é só apreciar um verdadeiro desfile de tatuagens por todos os cantos da cidade, mostrando que Porto Seguro é referência no assunto no Brasil e no mundo.

POR: CRISTÓVÃO MOURA

  1. Gabriela Diz

    Parabéns!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.