O Portal de notícias de Porto Seguro

Vereador e comerciantes de Porto Seguro questionam “Lockdown” do Governo do Estado

0 2.227

Por decreto estadual que leva a assinatura do governador Rui Costa, praticamente, tudo vai ficar fechado nesse fim de semana na Bahia, com exceção de supermercados e farmácias.

Das 20h dessa sexta-feira, 26 de fevereiro, até às 5h da segunda-feira, primeiro de março, bares, restaurantes, barracas de praia não terão funcionamento presencial em nenhum horário e a venda de bebidas alcoólicas estão proibidas, inclusive em supermercados.

Diante do decreto, comerciantes e empresários do setor turístico no município invadiram as redes sociais em desabafos contra a medida.

Durante a reunião da Câmara Municipal, o vereador Kempes Nevile, o Bolinha, fez duras críticas ao governador pela medida, que considerou exagerada.  Além disso, citou a classe dos músicos que vem sendo massacrada pelos decretos do governador; cobrou as 10 mil doses da vacina em Porto Seguro e o hospital de campanha no município.

As ocupações de 84% dos leitos de UTIs nos hospitais baianos é a justificativa do governador.

O hospital do Estado e referência na região, “Deputado Luís Eduardo Magalhães” -HDLEM – emitiu nota recentemente, informando que não existe leito de UTI disponível, ou seja, todas ocupadas no momento. Nesta sexta-feira, de acordo boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde, dos 30 leitos de UTI-Covid disponíveis, 25 estão ocupados, o que significa uma taxa de ocupação de 83%.

É a grande sinuca de bico entre a Saúde e a Economia no município, pois, agora, ainda sem o auxílio emergencial do Governo Federal e do Estado, a situação econômica se agrava ainda mais para aqueles que precisam trabalhar.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.