O Portal de notícias de Porto Seguro

Reunião na Procuradoria do município define ações para melhorar segurança das mulheres em Caraíva

0 2.455

Após registros de casos de estupros nos últimos anos em Caraíva, o mais recente de uma turista espanhola, que aconteceu há pouco mais de uma semana, a Procuradoria Geral do Município – PGM – realizou reunião em sua própria sede em Porto Seguro, para buscar ações efetivas, no intuito de melhorar a segurança das mulheres, moradoras e visitantes do distrito.

A reunião, realizada no dia 2 de agosto, aconteceu antes da Polícia Civil realizar a prisão de um jovem indígena, de 21 anos, que ocorreu nessa quarta-feira, 4/08 (relembre aqui), como suspeito do crime de estupro a turista espanhola. A polícia ainda continua no encalço do motorista de um quadriciclo, que levou a turista espanhola até o local do crime, no estacionamento Xandó, e de outro homem, que teria cometido o crime junto com o suspeito preso.

Na reunião na PGM, estavam presentes representantes do Ministério Público, do Judiciário, da Defensoria Pública, das forças de segurança: da Polícia Civil, da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), da Polícia Militar; da Prefeitura Municipal, por meio de sua Secretaria de Assistência Social, entre outros.

Conforme a procuradora geral do município, Magaly de Souza Menezes, cada um desses representantes se manifestaram e ajudaram a elaborar uma série de ações que serão implantadas em Caraíva. Uma delas será o cadastramento de todos os condutores de bugres e “jegue Uber”, para facilitar a identificação deles. Também definida em ações efetivas e preventivas, as melhorias da iluminação da localidade e o aumento do policiamento ostensivo no distrito.

Já em um segundo momento, para garantir que a vítima seja bem assistida, os representantes da rede de proteção às mulheres, dos quais fazem parte, o Judiciário, o MP, a Defensoria Pública, a PM, a Deam e as secretarias municipais, discutiram ações que busquem um entrosamento maior entre eles,numa amplitude que engloba todo o município de Porto Seguro, ficou decidido pela contratação de uma pousada, ou pela criação de um abrigo para receber mulheres vítimas de violência doméstica, assim como a disponibilização de perita para atendimento às mulheres no IML. Atualmente, a equipe do IML é composta apenas por homens.

Será ainda solicitada pela Secretaria de Saúde, uma ginecologista para que atenda as crianças do sexo feminino, vítimas de abuso sexual.

A Prefeitura Municipal deve iniciar campanha educativa para moradores e turistas, com palestras também da Deam, em relação a diversas condutas masculinas que são crimes contra as mulheres, no assédio sexual e na violência contra a mulher. O município também deve encaminhar psicóloga para atendimento na Deam.

“Existem questões culturais que ainda precisam ser vencidas, que devem ser rompidas, imediatamente”, destaca a procuradora.

Enquanto isso, em Caraíva, diversas mulheres gravaram um vídeo no dia primeiro desse mês, como um canto de resistência, de libertação e de força feminina.

O vídeo vem sendo divulgado pelas mídias sociais, das mulheres rezadeiras, das cajuínas, dos povos originários, demonstrando que não ficarão caladas e muito menos inertes à situação.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.