O Portal de notícias de Porto Seguro

Ocupação irregular dos espaços públicos em Arraial D’ajuda disparou no governo Cláudia Oliveira

0 1.717

A reportagem do JoJo Notícias esteve nesta quarta-feira (16/12) no Arraial D’ajuda, distrito de Porto Seguro, e constatou a ocupação desenfreada dos espaços públicos e comuns à população, desde o centro do distrito, às praias bucólicas da outrora aldeia de arraial.

A omissão da atual gestão permitiu uma balbúrdia geral, no que diz respeito aos direitos do pedestre e à manutenção do esplendor visual das praças, ruas e monumentos históricos do distrito. Boa parte das ruas do centro foi invadida por comerciantes dos mais variados segmentos. São extensões com toldos, muros, cercas, jardins; um verdadeiro mosaico de mau-gosto e desrespeito à cidadania e às características do local. As pessoas são obrigadas a trafegar pela rua, enquanto as calçadas são ocupadas por mesas, cadeiras e outros variados utensílios

Entrada do cemitério rodeado de barracas e trailers

O cemitério, localizado na Praça São Brás, um patrimônio histórico do município, uma construção do período colonial português, de padrão jesuítico, desativado em 1994 e tombado pelo IPHAN , praticamente não se vê, face à quantidade de barracas e trailers em torno do mesmo.

Nas praias, barraqueiros e condomínios de luxo ampliam suas áreas com construções de cercas e muros, devastando a vegetação natural e de restinga, invadindo as praias, ao ponto que, em algumas localidades, com a maré cheia, o acesso à praia fica interrompido. Uma ganância estúpida que, no futuro, não muito distante, prejudicará a todos, sem exceção.

Invasão de área da prais com destruição de vegetação e restingas

O prédio onde funciona a administração do Arraial condiz com a omissão e o desleixo administrativo. Dividindo o espaço com Agência dos Correios e Caixa Eletrônico, o local não oferece a menor infraestrutura para os servidores e, pela sua estrutura física, sugere ao contribuinte a baderna e a desobediência à quaisquer normas que pretenda se impor.

Fachada do prédio da administração, amontoada co correios e caixa eletrônico

São inúmeros os flagrantes de irregularidades e afrontas ao código de postura do município que, juntados ao estado de abandono de prédios públicos, precariedade das ruas e negligência administrativa, indicam a inexistência de regras, leis e a supremacia do mais forte.

Prevalece o poder econômico e/ou político. Às favas o encanto arraiano e sua população!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.