O Portal de notícias de Porto Seguro

Prefeita cede área de 21 mil m² à APLB, mas vereadores contestam.

0 1.617

A sessão de ontem, quinta-feira, 21/03 da Câmara de Vereadores de Porto Seguro, além dos agradecimentos à prefeita Cláudia Oliveira –  que se tornou praxe em todas as sessões -, trouxe à tona um Projeto de Lei do executivo municipal, que cede à APLB (Sindicato dos Trabalhadores em Educação) de Porto Seguro, uma área com 21 mil metros quadrados, às margens da BR-367, em frente à UFSB.

A cessão da área, que teve a defesa e o apoio do vereador Élio Brasil, foi contestada por diversos vereadores que consideraram extremamente imensa para os fins propostos pelo sindicato (construção de uma sede própria) e eliminaria qualquer possibilidade do município, no futuro, atender à comunidade ali instalada, na construção de equipamentos comunitários, como um posto de saúde, uma escola ou até mesmo uma praça, por falta de terreno para tal.

Loteamento próximo à área cedida pela prefeita ao sindicato

A área em questão foi avaliada por corretores imobiliários independentes, em torno de 3 milhões de reais e é alvo, também, de uma abaixo assinado de moradores, que já residem no loteamento, protocolado no MP (Ministério Público), contra a cessão da  mesma ao sindicato dos professores.

O Projeto de Lei do executivo municipal que dispõe sobre o assunto, não constava da pauta da sessão de ontem. A questão foi levantada pelo vereador Élio Brasil, no pequeno expediente, e foi prontamente rechaçada por diversos vereadores presentes na sessão. Os pronunciamentos dos vereadores contrários à cessão do terreno começaram a esquentar, quando o presidente da reunião, ontem sobre o comando do vereador Lázaro Lopes, em função da ausência, por questões de saúde, da vereadora Ariana Prates, sugeriu que o assunto fosse discutido nas comissões internas da Casa, que certamente definirá uma solução consensual para a demanda.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.