O Portal de notícias de Porto Seguro

Porto Seguro estuda criação da Rota dos Museus e lança a pedra fundamental do turismo cultural

0 2.240

A Superintendência de Cultura de Porto Seguro, em defesa de nosso patrimônio histórico e cultural, caminha no afinco para requalificar, restaurar e ampliar os museus da cidade, sobretudo reavivar seus bens culturais materiais e imateriais.

Para isso, foram firmadas parcerias com o IPHAN  (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) Bahia, através da Superintendência e do escritório Técnico de Porto Seguro, IPAC (Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia), instituições religiosas e civis para a inserção de projetos como: restauro, requalificação dos prédios e acervos da Casa de Câmara e Cadeia, sede do Museu de Porto Seguro, da Igreja da Misericórdia sede do Museu de Arte Sacra e seu acervo; Criação de novos museus como: o Museu de Arraial d’Ajuda, primeiro santuário da América Latina, primeiro milagre brasileiro, em parceria com o Santuário e o Vereador Vinicius Parracho, o Memorial das Festas Populares de Trancoso e o Memorial da Cultura Popular de Porto Seguro, na Casa da Lenha.

Vice-prefeito e Secretário de Turismo, Paulinho Toa Toa e o Superintendente em cultura, Herculano Assis

Essa ampliação, parte do Projeto Museográfico em construção na Superintendência de Cultura, colocará Porto Seguro na Rota dos Museus, desenvolvendo assim um dos mais promissores seguimentos turísticos: o Turismo Cultural, sobretudo, devolvendo a Terra Mãe do Brasil com a importância pedagógica da sua força identitária.

Também fazem parte do rol de projetos em desenvolvimento o restauro da Igreja Nossa Senhora da Pena e da Capela de São Benedito, na Cidade Histórica, e a reforma e restauro da Igreja e imagem de São João Batista no distrito de Trancoso

Praça da Igreja do Arraial d’Ajuda
Marco do Descobrimento na Cidade Histórica, ou Cidade Alta de Porto Seguro.

.

Para o reavivamento dos bens culturais, a Superintendência de Cultura firmou parceria com O IPAC Bahia, apresentando proposta de formação de equipe multidisciplinar para dar início à pesquisa, documentação e análise histórica-conceitual e dossiês sobre os terreiros, casas de orações de matriz africana e sobre os bens culturais dos povos originários, assim como o farto repertório cultural do extenso repertório de revitalização da cultura popular que compõe a vida sociocultural da comunidade de Porto Seguro, visando garantir o registro especial para o futuro tombamento e salvaguarda de documentação e arquivos dos povos tradicionais, dos bens culturais dos povos originários e descendentes africanos de nossa cidade, bens que compõem nosso patrimônio cultural imaterial.

Por Informações: SUPERINTENDÊNCIA DE CULTURA

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.