O Portal de notícias de Porto Seguro

Manifestantes cobram celeridade no julgamento de envolvidos em queima de veículos da Veracel e fecham BR-367 em Porto Seguro

0 1.151

Conforme os participantes, o ato que começou às 7h30 e foi finalizado às 11h30, teve como objetivo pedir a libertação de quatro trabalhadores rurais que estão presos.

Os homens são suspeitos de quebrar e queimar veículos da empresa de celulose Veracel, após uma reintegração de posse de áreas reivindicadas pela empresa de celulose em 2019.

O ato desta segunda-feira foi realizado por integrantes do Movimento Sem Terra (MST) e da União da Resistência Camponesa (URC). Os manifestantes fecharam a rodovia, mas não há detalhes se houve congestionamento. Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) acompanharam o ato.

De acordo com o grupo, os homens foram presos apontados por participação no ato e os manifestantes pedem celeridade no julgamento dos suspeitos. Os manifestantes ainda disseram que a empresa comete grilagem de terras.

Por meio de nota, a Veracel Celulose esclareceu que sempre esteve à disposição para o diálogo com as comunidades envolvidas e reforça que a base de sua relação com ambas é e continuará sendo realizada de forma pacífica e de acordo com a lei. A empresa informou que repudia veementemente qualquer ato de violência, assim como quaisquer abusos ou arbitrariedades. A empresa esclarece que toda sua área é produtiva e que possui toda a documentação de posse legítima de suas terras.

Fonte: G1 Bahia

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.