O Portal de notícias de Porto Seguro

Guarda municipal agiu com truculência, diz movimento de assentados em sessão da Câmara de Porto Seguro

0 2.535

Esteve presente na Câmara Municipal de Porto Seguro, na quinta-feira, 25 de novembro, um grupo de pessoas, representando o assentamento do Mirante Rio Verde, perto de Trancoso, distrito de Porto Seguro.

Com cartazes em punho, o grupo se manifestou durante quase toda sessão dos vereadores, ensaiando, inclusive, uma vaia ao vereador Reinaldo Farofa, um dos representantes na câmara do litoral sul do município. Os assentados acusam a Guarda Municipal de truculência e violência.

Conforme o coordenador regional do Movimento de Resistência Camponesa – MRC – e presidente da Associação dos Pequenos Produtores do Mirante Praia, André Ribeiro, uma equipe da Guarda Municipal foi ao assentamento e usou de violência contra as pessoas. “Eles chegaram lá com tratores, querendo derrubar tudo. Eles não tinham mandado, nem nada, agredindo todo mundo”, desabafa.

O ex-comandante da Guarda municipal, Tenente Farias foi acusado de comandar a ação. “Não somos invasores, somos assentados. Esse senhor já foi até exonerado do cargo”, diz o coordenador do movimento.

Pelo que conta André, todas as terras naquela região são griladas. Ele garante que o assentamento está fixado numa fazenda pública, que nem possui escritura, mas que existem empresários em Trancoso de olho nessas terras e que estão por trás dessa ação violenta da Guarda Municipal.

Nossa reportagem deixa o espaço aberto para Guarda Municipal se manifestar, assim como o Tenente Farias, que entramos em contato, mas não nos respondeu.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.