O Portal de notícias de Porto Seguro

Projeto coloca igrejas e templos como serviço essencial em tempos de calamidade

0 2.469

No mínimo polêmico, o projeto de lei 028/2021, que foi aprovado nesta quinta-feira, 25 de março, durante reunião da Câmara Municipal, e agora aguarda sanção do prefeito para se tornar lei.

De autoria da vereadora e presidente da Casa, Ariana Prates, e assinado por mais três vereadores, Anderson Ricelli, Kempes Nevile e Eduardo Tocha, o projeto coloca igrejas e templos como atividade essencial em períodos de calamidade pública. Caso do nosso atual momento, devido à pandemia do Covid-19, onde é vetado as aglomerações, no sentido de tentar diminuir a circulação e contaminação do vírus.

Ariana Prates, autora do projeto

Mesmo sabendo de tudo isso, que ainda foi explicado no início da sessão com a presença do comandante do 8º Batalhão da Polícia Militar de Porto Seguro, Tenente Coronel, Alexandre Costa de Souza, o projeto foi aprovado por 14 votos, com a ausência dos vereadores Kempes Nevile e Saulo da Distribuidora, e um voto contra de Vinícius Parracho.

Vinícius, no caso, vem atendendo seus eleitores, no sentido de transparência de seus votos, levando a discussão até eles por meio de uma plataforma (aplicativo). Ele justificou o seu voto. “Seguindo a orientação do aplicativo e não tirando a importância das igrejas, mas percebo que esse projeto quer dar a volta nos decretos estaduais. E como o comandante frisou aqui, que vai cumprir a risca os decretos estaduais, o meu voto é não”, considerou.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.