O Portal de notícias de Porto Seguro

Comando da PM aceita convite de vereadores e fala sobre fiscalização dos decretos estaduais em Porto Seguro

0 2.663

O Comandante do 8º Batalhão da Polícia Militar de Porto Seguro, Tenente Coronel, Alexandre Costa de Souza, juntamente com o Subcomandante, Major Lima Neto, estiveram presentes numa audiência, nesta quinta-feira (25/03) a convite dos vereadores Lucas Barreto e Reinaldo Farofa, onde prestaram informações sobre a fiscalização do cumprimento dos decretos do governo do estado que versam sobre restrições de locomoção e funcionamento do comércio, em vigor, até o dia 1º de abril.

Agradecendo o convite dos vereadores, o Comandante Alexandre fez um breve histórico sobre sua atuação, em 39 anos de serviço público e ressaltou que era uma honra muito grande ter sido designado para posto tão importante e de grande responsabilidade, numa cidade histórica e conhecida mundialmente como Porto Seguro.

Sobre a pandemia, se adiantou: “todos estamos sofrendo com as conseqüências dessa doença. Aqui é a Casa que representa o povo e conto com a colaboração de vocês”.

Arian e os comandantes militares

Após os agradecimentos dos vereadores presentes, Alexandre foi indagado sobre discrepâncias nos decretos estadual e municipal e a resistência de alguns comerciantes, inclusive cidadãos comuns, em cumprirem as determinações da lei; “Quanto àqueles que estão descumprindo o decreto, estão sendo notificados e responderão pela desobediência ao “toque de recolher” e medidas sanitárias de segurança, em devido processo legal.

Questionado se teria uma forma alternativa de amenizar a fiscalização, conciliando os cuidados sanitários com a retomada da economia, e a conseqüente flexibilização das medidas restritivas, o militar foi taxativo: não cabe a mim discutir essas iniciativas, são tratativas políticas e por estes devem ser consideradas. Sou um servidor público e cumpro as determinações do nosso chefe maior, que é o Governador do Estado.

Ao final, o Comandante Alexandre agradeceu a receptividade e o acolhimento que lhe fora dispensado, se colocou à disposição dos “edis” para quaisquer necessidades, explicou a dificuldade de se fiscalizar um município enorme e de características geográficas peculiares como Porto Seguro, e pediu a colaboração da população para que respeitem as medidas sanitárias de proteção à vida; assim como as medidas de restrições do decreto estadual, cujo objetivo é evitar a disseminação do Coronavírus e proteger as vidas.

O exemplo do Comandante, atendendo a um convite dos vereadores, comparecendo ao plenário, debatendo questões de interesse da comunidade, serve como um recado aos secretários de governo que, além de convidados, são convocados, e mesmo assim ignoram e resistem em comparecerem.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.