O Portal de notícias de Porto Seguro

Pedreiro atingido por muro no Sul da Bahia morre no hospital; filho também morreu no mesmo acidente

0 3.354

Pai e filho morreram após serem atingidos por um muro de uma escola que desabou na manhã deste sábado (16), na cidade de Itabuna, no sul da Bahia. O óbito do pai aconteceu horas depois do filho, no Hospital de Base do município. Segundo familiares das vítimas, pai e filho voltavam de uma feira e passavam pela área externa da Escola Municipal Marechal Castelo Branco quando parte do muro desabou. O garoto, identificado como Guilherme Aurélio Leone, morreu no local. Já o pai dele, o pedreiro Fábio Guedes dos Santos, de 45 anos, chegou a ser levado para o Hospital de Base de Itabuna

De acordo com o irmão do pedreiro, Fábio Guedes estava inconsciente e apresentava estado de saúde gravíssimo quando foi socorrido. Moradores de casas próximas à escola relataram que o muro apresentava rachaduras e sinais de que poderia desabar. A versão foi confirmada pela Defesa Civil de Itabuna, que vistoriou o local após o desabamento. Defesa Civil relatou que técnicos do órgão avaliaram a área e vão acionar a Secretaria de Infraestrutura para demolir o restante do muro da escola. O prefeito de Itabuna, Augusto Castro, divulgou uma moção de pesar após o acidente. Na nota, o gestor afirmou que as causas do desabamento

Ainda segundo o prefeito da cidade, as secretarias municipais de Promoção Social e Combate à Pobreza, Saúde e Educação vão enviar à casa das vítimas e à unidade escolar, profissionais para prestar assistência psicológica, social e material necessária.

Horas depois, em homenagem póstuma, o prefeito decretou luto por três dias.

A decisão foi adotada depois da reunião do Gabinete de Crise com a participação de secretários municipais, superintendentes e assessores.

Guilherme era aluno da Escola Municipal Tereza Cristina Ribeiro Estrela, no Parque Boa Vista, vizinho ao Loteamento Paraíso onde morava com a família. As duas vítimas são parentes do vereador Wanderson Pereira Leone, conhecido como Dando Leone (PDT).

Augusto Castro também determinou a transferência da festa comemorativa dos 206 anos da Vila de Ferradas para outra data e a suspensão de eventos festivos da prefeitura até sexta-feira (22).

De forma imediata, mandou a Superintendência de Serviços Públicos da Secretaria de Infraestrutura e Urbanismo fechar com tapumes o entorno da escola municipal e intensificar vistorias nos prédios públicos e à Guarda Civil Municipal monitorar as escolas da rede municipal.

No encontro realizado no Centro Administrativo Firmino Alves, a Secretaria de Segurança e Ordem Pública apresentou aos integrantes do Gabinete de Crise cópia do Parecer Técnico depois de inspeção efetuada pelo engenheiro da Diretoria de Defesa Civil Carlos Yuri Bandeira de Oliveira e pela diretora Elciane Rodrigues Reis.

Além de interdição total foi recomendada a demolição imediata do muro, em caráter emergencial, por continuar expondo a população do entorno a riscos.

Por Informações: G1

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.