O Portal de notícias de Porto Seguro

Monumentos de Brasília ganham cores do arco-íris em celebração ao mês do orgulho LGBTQIA+

0 2.268

Em comemoração ao mês do orgulho LGBTQIA+, diversos monumentos de Brasília ganharam as cores dos arco-íris. Até 10 de julho, as intervenções artísticas tomam conta de vários pontos com grande fluxo de pessoas, como o Teatro Nacional Cláudio Santoro, o Parque da Cidade, a estação Central do metrô, o Museu Nacional da República e as escadas da Torre de TV.

A iniciativa é do projeto Mapa do Orgulho, que tem o objetivo de ampliar a visibilidade LGBTQIA+ em espaços urbanos, levar a temática para dentro das casas, e causar reflexões sobre respeito e diversidade. Para a comunidade, também é uma forma de reforçar o orgulho e o sentimento de acolhimento.

“A proposta tem muitos propósitos e efeitos. Destaco o fato de as cores LGBT ocuparem o espaço urbano e passarem a mensagem de que a cidade também é para e feita por LGBTs. A gente também faz Brasília, e ela precisa acolher e defender a diversidade de orientação sexual e identidade de gênero” , diz o coordenador do projeto, Igor Albuquerque.

 Os doze vitrais do Teatro Nacional Cláudio Santoro ganharam faixas de tecido costuradas à mão. No Museu da República, a grande rampa de entrada ganhou uma cara nova com as cores do arco-íris. Além disso, os 36 degraus da escada da Torre de TV receberam o novo colorido.

Na estação Central do metrô, na Rodoviária do Plano Piloto, foram usadas aproximadamente 60 mil fitas coloridas em arco-íris para a celebração. Já quem estiver passando pelo Parque da Cidade vai se deparar com seis portais para tirar uma foto bacana ao longo do dia.

Parada do Orgulho Brasília

Neste domingo (3/07), será retomada a Parada do Orgulho LGBTQIA+ de Brasília, após dois anos suspensa pela pandemia de Covid-19. O evento está marcado para as 14h, e a concentração ocorre em frente ao Congresso Nacional.

Segundo a entidade Brasília Orgulho, organizadora do evento – que também integra a Interpride, associação que reúne todas as paradas LGBTs do mundo – a capital tem a terceira parada mais antiga do Brasil.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.