O Portal de notícias de Porto Seguro

Governo Paulista e Governo Federal anunciam desenvolvimento e fabricação de vacinas contra Covid-19, 100% brasileiras

0 1.379

O governador de São Paulo, João Dória e seus principais auxiliares convocaram a imprensa, nesta sexta-feira, (26/03), para anunciar a fabricação da BUTANVAC, imunizante contra a Covid-19, 100% brasileira.

De acordo o Governador, o Instituto Butantan pedirá à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorização para testes clínicos com uma nova vacina contra a Covid-19

O anúncio foi feito pelo governador João Doria (PSDB) em entrevista concedida no Instituto Butantan na manhã desta sexta-feira.

O órgão paulista indicou que espera terminar a pesquisa com voluntários até julho, o que permitiria a aplicação já no segundo semestre.

“Vamos apresentar hoje a Butanvac, a primeira vacina 100% nacional, integralmente desenvolvida e produzida no Brasil pelo instituto Butantan, maior produtor de vacinas do hemisfério sul e agora se colocando internacionalmente como um produtor de vacina contra a Covid-19”, afirmou o governador.

Ocorre que, horas depois de o Governo de São Paulo anunciar que vai pedir autorização para os testes da Butanvac, o Governo Federal, através do Ministro da Ciência,Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, acompanhado do Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciaram também em entrevista coletiva, o desenvolvimento e fabricação de uma vacina, 100% nacional, inclusive com pedido de realização de testes clínicos já protocolados na Anvisa, na tarde de quinta-feira, (25/03).

Questionado por jornalista presente ao evento, se o anúncio não seria uma resposta ao anúncio do governo de São Paulo, Marcos Pontes foi enfático: ‘No meu ponto de vista, não tem nada a ver um ponto com o outro, porque nós temos trabalhado nisso. “Eu tenho anunciado aqui a sequência do trabalho com as vacinas nacionais por bastante tempo”, disse o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, e prosseguiu: “Deve ter sido uma coincidência aí que ele (o governador João Dória) apresentou em São Paulo essa outra possibilidade. O que é bom para o país. A gente precisa ter várias vacinas nacionais”, disse Pontes, sem citar o Butantan ou a Butanvac.

Ministros, Marcos Pontes e Queiroga exibindo protocolo da Anvisa

 

O pesquisador da Universidade de São Paulo, campus de Ribeirão Preto (SP), Célio Lopes Silva, a quem se atribui o desenvolvimento da vacina do Governo Federal, disse nesta sexta-feira (26/03) que o estudo da vacina Versamune contra a Covid-19 poderia estar adiantado se o financiamento do governo federal fosse mais ágil.“Nós demoramos um pouco para começar o desenvolvimento dela devido a falta de financiamento. Depois, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações entrou e financiou a vacina”, disse Célio Lopes.

Em comunicado à imprensa nesta sexta, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações informou que, com a aprovação do orçamento de 2021 pelo Congresso Nacional, a pasta conseguiu garantir R$ 200 milhões para o financiamento dos estudos clínicos da Versamune.

Para quem está correndo atrás de vacinas pelo mundo afora, a notícia de fabricação do imunizante no país é extremamente alvissareira, contudo, este é um processo lento e demorado. São necessários vários testes e ensaios para que a Anvisa autorize o seu uso.

Até lá, é tomar as vacinas que estão disponíveis e seguir à risca as medidas de prevenção sanitárias, como o uso de máscaras, higienizarem as mãos e evitar aglomerações.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.