O Portal de notícias de Porto Seguro

Ex-ministro Pazuello fala à CPI, passa mal e depoimento será retomado amanhã, (20/05)

0 1.592

O ex-ministro da Saúde, General Eduardo Pazuello, depôs hoje, (19/05) na CPI da Covid, que investiga ações e omissões do Governo Federal, assim como repasses federais aos Estados e Municípios, no âmbito da pandemia da Coronavírus, onde negou a participação efetiva do Presidente Bolsonaro em quaisquer decisões do Ministério da Saúde, durante a sua gestão. “O presidente nunca me deu ordens diretas para nada”, disse Pazuello.

Claramente postado na defesa do presidente Bolsonaro e assumindo toda a responsabilidade pelo desastre da sua gestão, Pazuello negou, inclusive, declarações públicas, filmadas e amplamente divulgadas na mídia nacional como a anulação do protocolo de compras firmado pelo ex-ministro com o Instituto Butantan para aquisição de milhões de vacinas da Coronavac , quando, à época, Bolsonaro desautorizou a transação e afirmou que o presidente era ele e que jamais compraria vacinas de origem chinesa.

O depoimento iniciou-se às 9:00h e foi suspenso às 4:00h, devido ao início da sessão do senado federal – acordo entre a CPI e o presidente do senado, prioriza a presença dos senadores na sessão -, com a promessa do presidente da CPI, Omar Aziz, de que seria retomada logo após o término da sessão do senado.

Ocorre que, neste ínterim, o ex-ministro sofreu um súbito mal-estar e a direção da CPI, que ainda tinha 23 senadores inscritos para inquirir o ex-ministro, optou pelo adiamento para amanhã, 20/05, a retomada do depoimento.

Segundo o senador Otto Alencar, em entrevista à Globo News, o ex-ministro Pazuello foi acometido de uma Síncope, denominada popularmente por desmaio, que é a perda momentânea de consciência e da postura erecta, caracterizada por ser de aparecimento súbito, curta duração e recuperação espontânea. A condição tem origem na diminuição rápida do fluxo de sangue para o cérebro.

De acordo o senador, Pazuello passa bem.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.