O Portal de notícias de Porto Seguro

Na contramão dos fatos Governo do Estado endurece fiscalização em Porto Seguro

0 3.588

Contrariando os números da Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde de Porto Seguro, que apresenta uma evolução modesta da pandemia no município, ao contrário de outros municípios do estado, o governo do Estado da Bahia, determinou neste sábado, (13/03), uma intensificação maior por parte dos órgãos de segurança do Estado (Polícia Civil e Polícia Militar) no comércio, especialmente nas barracas de praia do município.

A decisão do governador, de acordo os bastidores, foi motivada por uma ação repugnante do alcaide da cidade vizinha, Santa Cruz Cabrália, Agnelo Santos que, de forma deliberada e invejosa, incentivou a gravação de um vídeo mostrando a cidade de Porto Seguro com uma alta turística surpreendente – considerando o momento de pandemia e as restrições impostas pelo próprio Governo do Estado e reforçadas em sucessivos decretos editados pelo prefeito municipal -; remetendo-o ao governador, em forma de denúncia, como não cumprimento, por parte do município, do decreto estadual.

Vale ressaltar que os decretos editados pelo prefeito Jânio Natal estão em consonância com decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que autorizou aos estados e municípios que tomassem medidas sanitárias de combate ao Coronavírus, adequadas à realidade de cada ente federativo. Não fosse assim, o próprio governador Rui Costa estaria desautorizado a editar decretos que, sabidamente, não são do desejo do governo federal.

Não obstante, é lamentável o comportamento de uma autoridade municipal fundamentado, exclusivamente, em picuinhas políticas, na medida em que os dados referentes à pandemia no município, permitem a adoção de flexibilizações para a retomada das atividades econômicas.

O prefeito de Porto Seguro, Jânio Natal, vem anunciando iniciativas impactantes de combate à pandemia que, certamente, despertou a inveja e o despeito do referido prefeito. Dentre estas podemos destacar a inserção do município de Porto Seguro no Consórcio Nacional da Frente Nacional de Prefeitos, para a aquisição de vacinas; a construção, com recursos próprios, de um Hospital em Arraial D’ajuda, com instalação de dez leitos clínicos e dez leitos de UTI-Covid e a realização de seletiva para a contratação de pessoal na área de saúde (médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem etc.) imprescindíveis no enfrentamento da doença.

À nossa reportagem, Jânio sinalizou ter a esperança e convicção de que o governador saberá interpretar os fatos, à luz da realidade econômica e sanitária do município, e reconsiderar as iniciativas desproporcionais e injustas impetradas na Terra Mãe do Brasil.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.