O Portal de notícias de Porto Seguro

Ministério Público da Bahia (MPE) quer barrar festa junina, mas prefeita garante que festejos não afetam saúde do município

0 2.165

O Ministério Público da Bahia entrou com uma Ação Cível Pública, na terça-feira, (21/06), contra o município de Eunápolis para impedir a realização do badalado “São João se Encontra com Pedrão”, com início marcado para 29 de junho deste ano.

A festa substitui o “Pedrão” realizado todos os anos, pela administração fraterna e investigada de Robério Oliveira e que fora interrompida nos últimos anos, devida à pandemia do Coronavírus, que atingiu todo o país.

Na ação, o MPE questiona os altos gastos dos festejos que, segundo o MP, estão acima da dotação orçamentária para a realização de eventos em 2022.

Em sua defesa, a prefeitura alega que as comemorações não irão afetar a saúde financeira do município e citou reformas nas escolas, pagamento em dia dos funcionários, várias ruas sendo asfaltadas, assim como o avanço na vacinação, com ausência de registro de novos casos da doença; como provas de que não estão sendo desviados recursos de outras pastas para a comemoração.

Ao final, a prefeitura acrescenta que todas as informações sobre o evento foram prestadas ao MPE e que o seu cancelamento, neste momento, causaria danos irreversíveis e prejuízos reais à economia do município devido ao planejamento dos barraqueiros, hoteleiros e comércio em geral, que já teriam realizado investimentos para a realização das festas, e que já foram pagos, em adiantamento, 70% dos cachês dos artistas contratados

A turbinada festa está prevista para acontecer entre os dias 29 de junho a 3 de julho, com atrações de destaque nacional como Wesley Safadão, Simone, Amado Batista, João Gomes, dentre outros, e a Ação Cível Pública, impetrada pelo MP, deve  ser apreciada pelo juiz Roberto Freitas, da 1ª Vara da Fazenda Pública de Eunápolis, nos próximos dias.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.