O Portal de notícias de Porto Seguro

Estudante aprovado em medicina aos 13 anos dá 5 dicas de estudo para o Enem

0 2.285

Com o início do mês de agosto, muitos estudantes passam a se dedicar ainda mais nos estudos para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2022. Quase 3,4 milhões de candidatos se inscreveram para as provas deste ano, marcadas para os dias 13 e 20 de novembro, com 224.113 deles apenas no Ceará.

No entanto, em meio à alta quantidade de concorrentes, estudar passa a gerar novas dúvidas: como se preparar bem para as provas? O estudante Caio Temponi, 14 anos, que já acumula série de conquistas e tem rotina consolidada de estudos, listou ao g1 cinco dicas de como se organizar para o exame.

Conquistas

Natural de Três Rios (RJ) e morador de Fortaleza, Caio está matriculado no 2º ano do ensino médio, mas possui, no currículo, uma coleção de aprovações em diversas instituições de ensino sem sequer ter deixado as salas de aula da escola.

  • Passou em 1º lugar no Colégio Militar de Juiz de Fora (CMJF);
  • Foi aprovado em 1º lugar na Escola Preparatória administracao-em-universide Cadetes do Ar (Epcar), da Força Aérea Brasileira (FAB), na qual gabaritou a prova aos 12 anos;
  • Aos 13, foi aprovado em 1º em Administração na Universidade Estadual do Ceará (Uece);
  • Passou em 1º em Direito na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ);
  • Obteve o 1º lugar em Engenharia Civil na Universidade Federal do Cariri (UFCA);
  • Passou em Medicina na Universidade de Fortaleza (Unifor) ainda com 13 anos.

Segundo Laurismara Temponi, mãe do jovem, o filho foi o candidato mais novo a ser aprovado no curso de medicina e nas outras instituições federais em que obteve êxito. Além disso, o garoto de 14 anos também já foi medalhista em duas olimpíadas internacionais de matemática — tendo obtido ouro em uma delas — e de várias nacionais.

Atualmente, Caio Temponi tem um canal no YouTube, no qual realiza aulas de revisão e correção de exercícios, e é colaborador de pesquisa liderada pelo neurocientista Fabiano de Abreu Agrela, chefe do departamento de Ciências e Tecnologia Logos University International (Unilogos), nos Estados Unidos. O pesquisador lida com pessoas superdotadas e buscou contato com o adolescente após a aprovação deste em medicina.

“Ao conversar com o Caio, ele (Dr. Fabiano Agrela) conseguiu ver uma possibilidade de usar a matemática no meio dessas pesquisas”, apontou a mãe do jovem. Com isso, a família espera que o estudante faça uma descoberta no estudo até dezembro, para que o trabalho possa ser divulgado em revista científica e o jovem consiga oportunidades de estudos fora do país.

Neste momento, o estudante está se preparando para o vestibular do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), mas segue focado no Enem devido à intenção de cursar direito. A mãe, contudo, disse que o filho também menciona a área da medicina como uma das futuras possibilidades de atuação.

Eventuais mudanças

Ainda sem uma definição concreta no horizonte, Caio conta com o apoio da família — que aguarda autorização de avanço de série para o jovem — em qualquer caminho que escolha seguir.

Se a conclusão do ensino médio for antecipada, o estudante poderá aplicar para bolsas de estudo internacionais e pensar com calma nas escolhas profissionais, apontou Laurismara.

“As coisas mudam, por esse motivo mesmo ele não foi para a faculdade ano passado e este ano. Porque, assim, a gente tem de esperar ele amadurecer a ideia dele, o que ele quer, para tomar as decisões certas”, afirmou a mãe.

Se passar em medicina e não gostar, a família apoia a decisão de mudar de curso, já que Caio ainda é jovem. “A gente não tá correndo com nada, deixando bem tranquilo. Deus vai mostrar a hora certa, os caminhos que ele quer seguir, e, com eu e meu marido sempre apoiando, ele vai chegar aonde ele quer”, concluiu.

Fonte: G1

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.