O Portal de notícias de Porto Seguro

Vereadores banalizam outorga de título de Cidadão Honorário em Porto Seguro

0 138

Uma honraria utilizada na maioria das Casas Legislativas do país, para homenagear seus cidadãos, que ao longo de suas vidas se dedicaram ao desenvolvimento político e sócio/econômico do local onde residem; em Porto Seguro, está se tornando motivo de chacota, devido à falta de critério e à inobservância da representatividade, tanto do diploma, quanto do agraciado.

Detalhes da pauta com projetos de entrega de títulos

Além de usarem critérios essencialmente subjetivos, de caráter pessoal, rejeitando os componentes sociais que revestem a outorga em sua legitimidade, como relevantes serviços prestados nos diversos segmentos do município, como saúde, educação, turismo, político, artístico, cultural etc., os vereadores estão abarrotando a secretaria da Câmara com esses projetos, como se esta fosse a principal atribuição de uma Casa, que imagino ter muito mais o que fazer.

Detalhes da pauta com projetos de entrega de títulos

É importante lembrar que, sendo esses projetos de iniciativa do legislativo e como não oneram o mesmo, a presidente é obrigada a pautá-los nas sessões imediatas, de acordo o RI (Regimento Interno).

Somente nas duas últimas sessões e com a sessão de amanhã, 10/09, serão cerca de 20 projetos de títulos de Cidadão Honorário apresentados, entre lidos e 1ª e 2ª votação.

Uma situação esdrúxula que exige dos “edis” maior cautela e melhor avaliação na distribuição da distinção. Condecorar pessoas com serviço social insignificante, sem raízes no município, caídas de pára-quedas, com caráter de bajulação e interesses eleitoreiros, além de atrapalhar e deturpar a finalidade das atividades da Casa; banaliza uma comenda que muito honra os verdadeiros merecedores da homenagem.

Até parece uma estratégia da bancada governista e oposição na Casa para desgastar a gestão da presidente Ariana Prates.

A importância da concessão da comenda é inquestionável, mas diante de tantas prioridades; não dá pra pensar em outras coisas?

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

× Envie uma