O Portal de notícias de Porto Seguro

Vereador assanha colegas ao dizer que a prefeita nada mais faz, a não ser a obrigação

0 873

O vereador Evaí Fonseca deixou em polvorosa a bancada governista na Câmara, na sessão desta quinta-feira (15/10), ao pronunciar no seu discurso no “pequeno expediente” que a prefeita Cláudia Oliveira, cujas obras são constantemente elogiadas e enaltecidas por sua bancada na Casa, nada mais faz do que cumprir sua obrigação como gestora e que fora eleita pra isso.

A afirmação provocou reações calorosas daqueles que sempre usaram esse discurso para defender a gestora, independentemente das freqüentes reprovações das contas do município, pela mais alta corte do Estado (TCM) – foram quatro contas rejeitadas; duas aprovadas com ressalvas e duas ainda a serem examinadas, e que os vereadores, em sua unanimidade, desprezaram o parecer do Tribunal e votaram pela sua aprovação.

“Tivemos quatro anos para cobrar essas questões e somente agora, há trinta dias das eleições, aparecem com esses questionamentos”, pontuou o vereador Lázaro que conduziu, de forma inadequada, uma das sessões mais tumultuadas dessa gestão.

A prefeita investigada pela Polícia federal e afastada de suas funções pelo Ministério Público Federal, por seis meses, no âmbito da “operação fraternos”, e que, até os dias de hoje, tem seu passaporte confiscado, pelas autoridades federais, como medida cautelar, nunca sofreu críticas contundentes ou denúncias por quaisquer vereador que compõe a atual legislatura.

De verdade, uma situação inusitada e uma unanimidade terrivelmente burra.

Mesmo com todas as restrições que temos contra o vereador Evaí, pela sua postura na condução dos trabalhos da Casa, durante o período em que presidiu a mesma (2017/2018), desta vez, não podemos tirar sua razão, mesmo que tardia.

Assim como ninguém deve ser elogiado pela sua honestidade; o que é um dever de cada um e atributo inerente a um cidadão; não cabe nenhum elogio à prefeita pelo fato de aplicar o dinheiro do povo em intervenções a favor da população. Além de ter sido eleita pra isso, deveria também, ter sido fiscalizada, com todo o rigor da lei, em cada centavo que gastou. O quê, infelizmente, não aconteceu.

A simples aprovação de suas contas rejeitadas pelo TCM é o maior exemplo disso. Foram dezenas de denúncias apresentadas aqui pelo Jojô Notícias referentes à todo tipo de irregularidades, que sequer foram comentadas na Casa.

Recentemente denunciamos uma dispensa de licitação, com contornos duvidosos, para contratação de uma empresa por mais de 6 milhões de reais para manuseio de resíduos sólidos (relembre aqui), em plena campanha eleitoral. Não houve sequer uma menção dos vereadores sobre o suspeito evento. Um silêncio homérico e comprometedor.

Enfim.. como as eleições se avizinham, as arestas começam a aparecer.

O vereador Evaí lamentou, corretamente, a tentativa de alguns vereadores tentarem desqualificar suas palavras, por já ter pertencido à base do governo e prometeu prosseguir com suas denúncias, inclusive encaminhando-as ao Ministério Público, caso haja procedência e os fatos assim exigirem. “Tenho mandato até 31 de dezembro e até esta data, devo e vou me manifestar sobre as ações do governo. Ninguém me calará! Concluiu o vereador Evaí Fonseca.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

× Envie uma