O Portal de notícias de Porto Seguro

Título oferecido ao cantor Durval Lélis não tem o reconhecimento da Câmara de Porto Seguro.

0 4.099

O cantor Durval Lélis, ex-vocalista da Banda “Asa de Águias”, agora em carreira solo, recebeu na festa da virada em Porto Seguro, 01/01/2020, das mãos da prefeita Cláudia Oliveira, o título de cidadão honorário, reconhecido como a maior honraria da Casa Legislativa local.

Ocorre que, de acordo informações da mesa diretora da Casa, composta pelos vereadores, presidente, Ariana Prates; vice-presidente, Lázaro Lopes; 1º secretário, Kempes Neville (Bolinha) e 2º secretário, Robério Moura- este de licença médica-; não houve nenhuma autorização da mesa diretora para a outorga da comenda.

 Apesar da outorga do título já ter sido aprovada pelo plenário da Casa, para sua oficialização e reconhecimento é preciso que a presidência marque uma data e confeccione o diploma.

“Nada disso aconteceu. A Câmara está em recesso e o contrato para confecção dos diplomas está vencido, sendo necessária uma nova licitação. Além disso, de acordo o regimento interno da Casa (RI), para se realizar a entrega fora das dependências da casa, como aconteceu, é preciso que se convoque uma sessão solene e extraordinária, com a presença da presidente da Câmara”, esclarece um assessor da mesa diretora.

“Nada contra a homenagem ao cantor, que além de uma legião de fãs no município e de grande identificação com a região, tendo inclusive feito diversas composições que citam a cidade e teve a honraria aprovada, por unanimidade, na Casa de Leis; o que está em questão, é a forma como foi feita a entrega, subvertendo o ritual e os procedimentos previstos no Regimento Interno da Casa”, completa a assessoria da presidência.

Quanto à assinatura da presidente Ariana Prates no documento entregue ao cantor, a assessoria explica que as assinaturas são digitais, mas que precisam ser autorizadas.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

× Envie uma