O Portal de notícias de Porto Seguro

Sem apoio e desgastado, prefeita abandona candidato Geraldo Contador e relança Bibi Ferraz

1 697

O grupo governista da Câmara que tenta, desesperadamente, manter o controle da mesa diretora da Casa, apresenta, pela terceira vez, em uma semana, seu candidato à presidência.

O grupo da prefeita conta com o apoio explícito dos vereadores, Evaí Fonseca; atual presidente da Casa, Robinson Vinhas e Cido Viana; membros da mesa diretora, Wilson Machado, Geraldo Contador, Dilmo Santiago e o lançado novamente candidato à presidência, Bibi Ferraz.

O candidato preferido da prefeita era Evaí Fonseca, entretanto, o presidente não conseguiu, em tempo hábil, viabilizar sua candidatura; em função da necessidade de se alterar o RI (Regimento Interno da Casa) que exigiria o apoio de 12 vereadores da Casa; o que não foi possível.

Enquanto Evaí se esperneava em busca dos votos necessários para alterar o RI; um grupo contrário à sua forma de gestão se constituiu, em oposição às intenções do presidente, e mantiveram-se unidos, com o propósito de eleger um presidente da Câmara, mais independente do executivo e menos monocrático.

O grupo intitulado grupo dos nove, hoje conta com dez vereadores, resiste com muita bravura e civismo às investidas da máquina administrativa mobilizada para reverter o quadro. Sob o comando do próprio imperador “fraterno”, Robério Oliveira e do não menos temível e cruel “araponga”, e Secretário de Relações Institucionais, Maurício Pedrosa; os governistas têm usado todo o seu arsenal de sedução, propostas indecorosas, oportunistas e nada republicanas, para demover o voto soberano e apalavrado dos vereadores que subscreveram e declararam apoio à chapa encabeçada pela vereadora Ariana Prates (PR)

.

Com o impedimento de Evaí, a prefeita ficou sem saber com que “roupa ela iria” para a disputa legislativa. Lançou o baiano de Medeiros Neto, Bibi Ferraz (PSC), não houve o respaldo esperado. Lançou Geraldo Contador (PHS); a “emenda ficou pior que o soneto”, também não “deu liga”; como ficou demonstrado na tentativa de sua eleição, na última sessão, se revelando um candidato empáfio, sem liderança, de acordo opinião dos próprios pares.

Perdida e vendo os recursos, o tempo e a capacidade de convencimento se esgotar, com o risco de maiores defecções na base “fiel escudeira”; retomou a candidatura do “candidato da Luz”, Bibi Ferraz.

A eleição foi remarcada para a próxima sexta-feira, 28/12, tutelada por um edital divulgado pela presidência da Casa que, aparentemente, sugere tentativa de conduzir o processo eleitoral, de forma a inibir e refrear as iniciativas e desejos do “grupo dos dez” em renovar a gestão da Câmara.

A princípio passa-se a ideia de que a intenção é evitar os tumultos e pancadaria ocorridos na sessão do dia 20, quando o presidente, precipitadamente, encerrou a sessão sob o pretexto de falta de segurança física. Ora.. os baderneiros e arruaceiros ali presentes são conhecidos de todos. Todos sabem aonde trabalham e com quem trabalham. Só não se sabe por que estavam ali, em horário de expediente de suas secretarias, com o nítido propósito de intervirem em caso de resultado desfavorável.

Enquanto isso, a chapa “Porto Seguro acima de tudo” mantém-se blindada, ciente da importância do seu papel no momento, embora apreensiva com a movimentação da atual mesa diretora, que insinua transformar a falta de segurança física em completa e absurda insegurança jurídica.

  1. Rosa Diz

    Essa busca de ter o controle dos vereadores é para aprovar as contas da senhora prefeita ? Acredito que não será necessário tanto esforço.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.