O Portal de notícias de Porto Seguro

Regulamentação do processo seletivo é adiada e vereadores tentam incluir salva-vidas no texto

0 267

O projeto de lei do executivo Nº 047/2019 que regulamenta o processo seletivo simplificado e que já iria para segunda votação, na sessão desta quinta-feira, 21/11, foi retirado de pauta pelo líder do governo, Dilmo Santiago, a pedido de um conjunto de vereadores, para que o mesmo possa contemplar a contratação de salva-vidas para atuarem nas praias de Porto Seguro, ao menos neste verão.

A possibilidade de contratação desses profissionais vinha sendo questionada pelos vereadores Nido e Lázaro Lopes, em sessões anteriores, e culminou com a notícia de mais uma morte numa praia do litoral sul (Praia dos Nativos), por afogamento; matéria postada aqui no Jojô Notícias. (leia aqui)

De acordo o vereador Nido, essas ocorrências são freqüentes no trecho entre as praias dos Nativos e dos Coqueiros, com índices de afogamentos preocupantes, “Estive com o Secretário do município e a prefeita solicitando a inclusão dos profissionais salva-vidas na seletiva. Espero que a mesma tenha sensibilidade para atendimento do pleito”, contou o vereador Nido.

O vereador relatou também reuniões com o Corpo de Bombeiros e com o Ministério Público onde ficou acordada a colocação de bóias, placas de advertências e a presença de um profissional da corporação, uma vez por semana, nas praias do município.

A badalada Praia dos Nativos em Trancoso

Nido informou também que se reuniu com o Comandante do Corpo de Bombeiros, em Salvador, para viabilizar uma PPP (Parceria Pública Privada) para a formação de salva-vidas que viriam atender, principalmente, as praias de Trancoso, e agradeceu a participação do comércio local, associações e sociedade organizada que colaboraram para que a parceria tivesse êxito.

O vereador finalizou sugerindo que, caso as conversas com o executivo evoluam, no sentido de flexibilizar a contratação de salva-vidas, pela seletiva, que se agende uma reunião extraordinária da Câmara, para retomar a regulamentação do projeto.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

× Envie uma