O Portal de notícias de Porto Seguro

Prefeito de Eunápolis, Robério Oliveira, retrocede e proíbe funcionamento do comércio novamente

0 490

O prefeito da cidade de Eunápolis, Robério Oliveira, retrocedeu e revogou, nesta quarta-feira, 08/04, o decreto editado pelo próprio, que começou a vigorar nesta segunda-feira, 06/04, e que permitia, com algumas restrições, o retorno das atividades econômicas no município. A revogação do decreto entra em vigor já nesta quinta-feira, 09/04.

A decisão de retomar as atividades no município havia sido tomada após reunião com diversas autoridades municipais e entidades representantes dos comerciantes locais, também presentes nesta reunião que decidiu pela revogação do decreto editado na semana passada.

Ao meio dos argumentos elencados para a revogação, o prefeito anunciou também que o município foi comunicado por laboratório particular sobre a ocorrência de um teste rápido positivo para COVID-19 na cidade. Teste que de acordo com o Ministério da Saúde, é um método de triagem, não podendo ser utilizado como diagnóstico final para doença.

O paciente, homem de 31 anos, já se encontra em isolamento social e teve material para teste coletado pela Secretaria Municipal de Saúde e encaminhado ao Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), em Salvador, único laboratório no estado responsável pela emissão de diagnóstico final. Todo protocolo de segurança foi seguido pela Vigilância epidemiológica  do município, isolando também as pessoas que tiveram contato com o mesmo.

“Tentamos buscar um equilíbrio, abrindo o comércio com medidas restritivas e com equipe de fiscalização com mais de 50 servidores. Porém, nas últimas 24 horas foram 320 notificações, 4 multas e ônibus interceptado com eunapolitanos que viajaram para São Paulo clandestinamente. Então decidi suspender as atividades comerciais até segunda-feira (13/04), quando, de posse do resultado do Lacen, discutiremos novamente as atitudes a serem tomadas”, justificou o prefeito Robério.

Estiveram presentes na reunião que gerou a edição do novo decreto, o presidente da CDL, Fabrício Ramos, presidente do SINDICOMÉRCIO Erivelto Ribeiro, a presidente do SINCOM, Solineide Lima e o Secretário de Saúde Jairo Júnior.

Por Informações: J Bastos Repórter

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

× Envie uma