O Portal de notícias de Porto Seguro

Prefeita exonera Secretário de Obras e infraestrutura, Jose Carlos Cruz em Porto Seguro

0 566

O Diário Oficial do município de Porto Seguro publicou na terça-feira, 01/01/2019, decreto da Prefeita Cláudia Oliveira (PSD) exonerando do cargo o secretário de Obras e Infraestrutura do município, Jose Carlos Cruz de Souza.

A exoneração passou quase que despercebida, devido ao foco e embate desesperado que a prefeita e seu grupou vem dedicando e travando com a Câmara de vereadores de Porto Seguro, para emplacar um candidato de sua preferência e confiança na Casa Legislativa local.

Foi exonerada, juntamente com o Secretário de Obras, Jose Carlos, em decretos publicados naquela mesma data, a Coordenadora de Articulação Social Katiane Kaliane (DAS-6); e a Diretora de Execução do Fundo Municipal de Turismo, Lara Moraes de Abrantes (DAS-4).

Em substituição ao Secretário Jose Carlos, foi nomeado o engenheiro Jonatha Luis Cavalli, também de acordo publicação no Diário Oficial do município em 01/01/2019, que deverá responder pela pasta, a partir do ano que se inicia.

O secretário Jose Carlos era um dos poucos bastiões do governo inicial “Pra viver e ser feliz”, que ainda resistia. Da equipe de governo inicial já foram substituídos secretários de finanças, saúde, serviços públicos, educação, turismo, planejamento, desenvolvimento urbano, além de afastamentos e prisões de servidores municipais  determinadas pelo desdobramento de operações em curso do MPF e PF, como no caso do presidente da Comissão de licitações do município, Ginaldo Pinheiro Smith, no âmbito da operação “Sombra e Escuridão”.

Os “últimos moicanos” e remanescentes do Governo agonizante Cláudia Oliveira, são: Hélio Lima- Procurador Geral do Municipio; Benè Gouveia- Secretário do Meio Ambiente; Cézar Aguiar- Secretário de Comunicação e o todo poderoso e “Manda-Chuva”, Secretário de Relações Institucionais, Maurício Mão de Tesoura.

Pelo visto e o andar da carruagem, a ordem de abandonar o navio foi antecipada e projetada pelas autoridades judiciais em inquéritos e investigações sérias e rigorosas desenvolvidas pelas mesmas. Quiçá a de “que o último que sair apague as luzes”, não terá secretários para atendê-la e executá-la.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.