O Portal de notícias de Porto Seguro

Postos de saúde em Porto Seguro suspendem atendimento que só serão retomados em 07/01/2019

0 542

A rede pública de unidades de saúde de Porto Seguro, constituída de cerca de 50 postos de saúde, 02 UPAS (Unidades de Pronto atendimento), uma no Baianão e outra no Arraial, e mais um posto de emergência em Trancoso, entrou em recesso a partir de hoje com previsão de retomar as atividades apenas em 07/01/2019.

Estão funcionando, para atendimentos de urgência e emergência, as UPAS do Baianão, de Arraial D’ajuda e o posto de emergência de Trancoso.

A reportagem do JoJô Notícias, perplexa com a notícia, foi conferir in-loco a informação e constatou o inacreditável descalabro.

Na UPA do Baianão, uma das três unidades de saúde do município que estão funcionando, precariamente, a atendente Rosilane, confirmou o fechamento dos postos do centro, bairros, aldeias e distritos e, ainda nesta unidade, a reportagem presenciou os transtornos que a população vem sofrendo. O paciente Jose Marcelo de Souza Lima, morador do bairro Cambolo, após realizar exames particulares, por falta de agenda no sistema de saúde público, não conseguiu sequer que o médico examinasse os resultados de seus exames. O paciente se queixa de tonturas e súbitos mal-estar, que motivaram a realização dos exames emergenciais. Interpelado pela atendente sobre o pedido do paciente para verificar os exames, a nossa reportagem presenciou a recusa do médico Arilton, em realizar as interpretações dos exames.

“A saúde em Porto Seguro é uma porqueira. Terei que retornar somente no dia 07/01. Se daqui até lá ainda estiver vivo” desabafou Jose Marcelo à nossa reportagem.

Outro paciente que também aguardava por atendimento, o turista de Pérola, no interior do Paraná, de sobrenome Machado, em visita à Porto Seguro pela primeira vez, também lamentou a situação: “É muito difícil, complicado! Doença não marca hora. Uma cidade turística e num momento de grande fluxo não poderia adotar uma medida como esta. Foi uma infelicidade”.

Nunca é demais lembrar que é a segunda vez que a prefeita toma essa decisão, sem explicação plausível e convincente de radical e inconsequente procedimento.

A reportagem do JoJô Notícias procurou a Secretaria de Saúde do município, na quinta-feira para os devidos esclarecimentos, entretanto, como o secretário Kerrys estava viajando, fomos atendidos pela assessora de imprensa, Bárbara, que muito laconicamente e de forma evasiva, se limitou a nos informar que seria distribuída uma nota à imprensa e população sobre a questão, na sexta-feira, o que não ocorreu.

A prefeita Cláudia Oliveira vive se vangloriando, constantemente, em eventos públicos, de ter inaugurado 25 postos de saúde em Porto Seguro, mas, na verdade, o que se vê, é um aumento de queixas e demandas sobre os serviços, sendo necessária a realização de feiras de saúde no município, com o apoio do governo do estado, submetendo o povo ao constrangimento de longas filas, debaixo de sol e chuva, como aconteceu recentemente na Passarela do Descobrimento.

É a visão mercenária de serviços essenciais a população. Oferecem à iniciativa privada como se fosse uma simples mercadoria. Acontece na saúde e agora querem reeditar com o abastecimento de água, privatizando-a.

Em referência aos postos de saúde inaugurados e tão comemorados pela gestora, recomendo que ouça o poeta: “Há tantas violetas velhas sem um colibri”. “Espalha coisas sobre um chão de giz”. “Vou te jogar num pano de guardar confetes”.

“No mais estou indo embora”

veja abaixo comunicado da prefeitura:

.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

× Envie uma