O Portal de notícias de Porto Seguro

Pais e alunos dormem nas filas para realizarem matriculas na rede estadual de ensino na Bahia

1 716

Pais e alunos que tiveram que realizar suas matrículas para o ano de 2020, na rede estadual de ensino, mais uma vez, dormiram nas filas para conseguirem o ingresso nas escolas.

A degradante e humilhante situação se repetiu em grande parte do estado. Em Porto Seguro, não foi diferente.

Nossa reportagem esteve nos Colégios Estaduais de Porto Seguro e de Arraial D’ajuda onde constatou a barbárie primitiva, em pleno século XXI.

Cronograma de matrículas nas escolas

No Colégio Antonio Ricaldi, localizado na Av. 22 de Abril, haviam pessoas nas filas desde o dia de ontem. “cheguei ontem às 22 horas, dormi aqui na fila e ainda não sei se vou conseguir realizar a matrícula de minha filha”, lamentou um pai de aluno.

Pessoal que amanheceram na fila do Antonio Ricaldi

No Colégio CIEPS, situado na Rua General Freitas, centro da cidade, único estabelecimento educacional de Porto Seguro e um dos poucos no estado,  que oferece ensino em tempo integral, a situação das filas estava mais humanizada; foram distribuídas senhas e as pessoas se encontravam sentadas no interior da escola, com acesso aos banheiros e água e café disponibilizados.

Pessoal aguardando atendimento na área interna do CIEPS

No Colégio Estadual de Arraial D’ajuda foi onde encontramos a situação mais deplorável; uma fila imensa onde pais, mães e alunos pernoitaram, ainda sem esperanças de conseguirem vagas para efetuarem as matrículas.

Fila absurda no Colégio de Arraial D’ajuda

De acordo reportagem do “Jornal da Manhã”, o Secretário de Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, alega queda do sistema para justificar o caos instalado em todo o estado. Segundo o jornal, cidades como Barreiras, no oeste do estado, Itabuna e Salvador, dentre outras, estão vivendo o mesmo dilema

Infelizmente, para esses órgãos, tanto estaduais quanto municipais, a tecnologia não está a serviço desses humildes cidadãos. Inadmissível que com todo o aparato tecnológico disponível, pais e mães de famílias ainda estejam sujeitos a essas humilhações. Ano após anos, a situação se repete. Há poucos dias mostramos aqui no Jojô Notícias (leia aqui) situação semelhante em frente às creches remanescentes do município de Porto Seguro.

Verdadeiro descalabro! Uma provocação acintosa ao contribuinte que resiste e doma esta pouca vergonha.

Veja o vídeo abaixo:

  1. Eva Diz

    No Colégio Estadual Dr Antônio Ricaldi, ao abrir os portões às 07:30h da manhã, foi disponibilizado água, café e bancos para que todos ficassem bem acomodados na unidade escolar, o clima foi eacolhimento e respeito aos pais e responsáveis que procuraram a instituição de ensino.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

× Envie uma