O Portal de notícias de Porto Seguro

Motoristas por aplicativo, em Porto Seguro, protestam contra a chacina ocorrida em Salvador

0 368

Os motoristas por aplicativo de Porto Seguro realizaram, na tarde de segunda-feira, 16/12, uma manifestação com concentração na Cidade Histórica e que se estendeu, em carreata, pelas ruas de Porto Seguro.

A manifestação reuniu cerca de 120 motoristas dos 190 associados à AMAPS- Associação que representa a categoria no município- e foi a forma escolhida pelos profissionais para protestarem contra a chacina ocorrida na última quinta-feira, 12/12, no bairro da Mata Escura em Salvador e que vitimou quatro motoristas de aplicativo.

Entenda o caso:

Os assassinos montaram uma emboscada e chamaram cinco condutores, que foram mantidos em cárcere privado em um barraco, onde foram torturados e depois executados. Um deles conseguiu fugir, após outro reagir e entrar em luta corporal com os criminosos. Os corpos foram encontrados na sexta-feira (13/12) enrolados em sacos plásticos no local da emboscada.

Corpos enrolados encontrados em local próximo à emboscada

O motorista que fugiu disse que pediu aos traficantes para falar com Deus no momento da ação e eles permitiram: “Quando eles começaram a enrolar, aí perguntei: eu posso falar com Deus?. Ele falou ‘pode’, aí foi o momento que eu falei, ‘o senhor é o Deus das causas impossíveis, eu estou no laço do passarinheiro, me tira do laço do passarinheiro, eleva meus olhos para os montes de um onde vem meu socorro, vem do senhor que veio do céu e da terra e quando chegou no final da oração do salmo 121’, um dos bandidos colocou a pistola em cima da geladeira para pegar o morto , relatou ele.

De acordo o sobrevivente, os traficantes disseram estar cumprindo ordens do chefe do tráfico que alegava a recusa de motoristas em atender a localidade e preconceito com a população gay, para a execução dos profissionais.

“Para a gente entrar no sistema é feita uma série de exigências, enquanto qualquer um pode ser passageiro. Precisamos de mais segurança para poder trabalhar e as empresas não podem ignorar isso”, disse o presidente do sindicato, Atila Santana. 

As manifestações aconteceram em diversas cidades da Bahia, sendo que em Salvador reuniu cerca de 5 mil motoristas. As reivindicações vão desde a identificação do passageiro e ao fim da chamada taxa de cancelamento estabelecidas pelas plataformas à implementação de um dispositivo de reconhecimento facial e uma delegacia especializada para atender as ocorrências dos motoristas de aplicativos e os taxistas. “A delegacia é reivindicação antiga dos taxistas que estamos pleiteando também. Motoristas de aplicativos e taxistas; estamos juntos na causa”, disse Átila.

Carreata em Porto Seguro com os nomes das vítimas em destaque

O sobrevivente, que não teve nome revelado, contou em entrevista à TV Bahia que atendeu ao chamado de duas travestis e que escapou após o motorista Genivaldo da Silva Félix, de 48 anos, tentar reagir. Genivaldo morreu. Os outros homens assassinados foram identificados como Alisson Silva Damasceno dos Santos (27), Daniel Santos da Silva (30), e Sávio da Silva Dias (23). Segundo a polícia, eles são motoristas dos aplicativos Uber e 99.

Veja vídeo abaixo:

Fonte: Correio

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

× Envie uma