O Portal de notícias de Porto Seguro

Moradores de Caraíva fecham a travessia para visitantes temendo coronavirus

0 330

Moradores do distrito de Caraíva fecharam nesta quarta-feira, 18/03, a travessia de visitantes e turistas para o vilarejo

A travessia está sendo feita única e exclusivamente para os moradores da localidade. A decisão irritou a prefeita Cláudia Oliveira, que viu sua atribuição de administrar e baixar decretos e portarias usurpadas pela comunidade.

A comunidade, através de ONG’s e associações de moradores se defendem alegando ser um direito legítimo dos moradores se protegerem da ameaça do coronavirus, diante da incerteza da administração.

Veja abaixo a nota na íntegra dos moradores:

“Para impedir a propagação da contaminação do coronavírus, a Comunidade de Caraíva tomou a decisão excepcional de fechar a travessia do rio Caraíva para os visitantes da vila.

 Esta medida visa a proteger do vírus, tanto a população local, quanto os visitantes e impedir a saturação dos serviços de emergência.

 Como presidente da ONG Caraivaviva, que, com 20 colaboradores, atende a 160 alunos vindos da maioria das famílias do vilarejo, eu apóio esta decisão indispensável.

 Turismo e visitas no vilarejo seriam contrários à necessidade absoluta de evitar qualquer contato para evitar a propagação do coronavirus, de acordo com as conclusões do relatório do Imperial College COVID-19 Response Team do dia 16 de março de 2020, que serviu de bases para as últimas medidas excepcionais de confinamento tomadas ontem e anteontem na França, UK, Europa e nos Estados Unidos.

 Hoje, todos nós somos portadores potencias do vírus. O pequeno vilarejo de Caraíva é como um navio de cruzeiro, com água de cada lado. Sem medidas de proteção drásticas, o risco de contaminação local é extremo. Cruzeiros estão parando no mundo tudo.

 A proteção da vida dos moradores é uma prioridade, quaisquer que sejam as conseqüências econômicas e comerciais da cessação temporária do turismo.

 O Município de Porto Seguro pode tomar as decisões que ele quer tomar para Porto Seguro. Ele não pode tomar decisões que colocam em risco a vida da Comunidade de Caraíva, Terra da União desde o decreto N.17912-A de 27 de dezembro de 1960”.

 Daniel Bangalter

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

× Envie uma