O Portal de notícias de Porto Seguro

Justiça vê irregularidades e proíbe divulgação de pesquisa do Instituto Foco

0 574

A pesquisa realizada pelo Instituto Foco, divulgada com grande estardalhaço, a partir do dia 20/02, pelo próprio Ubaldino e seus apoiadores e que indicava ampla vantagem do ex-prefeito sobre os demais concorrentes, teve a sua divulgação proibida em despacho do Exmo juiz da justiça eleitoral, Rogério Barbosa de Souza, nesta segunda-feira, 02/03.

O Exmo atendeu solicitação do advogado do partido Podemos, legenda do pré-candidato Jânio Natal, que alegava irregularidades na pesquisa, no que diz respeito às localidades abrangidas e à efetivação do registro, como foi abordado em matéria postada aqui no Jojo Notícias, (Leia aqui).

De acordo o advogado do Podemos, Augusto Nicolas, apesar de ter havido o requerimento do registro da mesma junto ao TSE, a divulgação da pesquisa infringiu a resolução nº 23.600, do mesmo órgão, por não ter sido protocolada no prazo processual que trata do registro das mesmas e que exige a juntada de todas as informações inerentes ao trabalho de campo realizado. Segundo o advogado, a pesquisa não apresentou com detalhes os locais onde foram feitos os levantamentos.

No mesmo despacho constante no Diário da Justiça Eleitoral, o juiz concedeu um prazo de 48 horas para que a empresa S F Dourado Moreno (Instituto Foco) e Ubaldino Jr., apresentem suas defesas e justificativas, sob pena de serem multados em valores que variam entre 53 mil e 106 mil reais pela divulgação de pesquisa eleitoral em desconformidade com a lei eleitoral.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

× Envie uma