O Portal de notícias de Porto Seguro

IBRAE assina TAC com o Ministério Público e convoca novo concurso para 13 de abril de 2020, em Porto Seguro

6 5.802

De acordo recomendação do Ministério Público, publicada aqui no JoJô Notícias na quarta-feira, 22/01 (leia aqui) e que exigia o cancelamento do edital 07/2020, que versava sobre a publicação de um novo resultado. O IBRAE, a prefeita Cláudia Oliveira, Secretário de Administração, Gilvan Florêncio; Procurador do município, Hélio Lima e Jeane Araújo de Medeiros, Presidente da Comissão, celebraram na segunda-feira, 27/01, um TAC (Termo de Ajuste de Conduta) que prevê dentre outras medidas, a realização de um novo concurso para os cargos, cujas vagas não foram preenchidas.

O novo concurso foi marcado para 13 de abril de 2020 e não terá nota de corte para conhecimentos específicos e gerais separadamente, sendo que a nota de corte geral será 55,5. As regras para a participação no novo concurso serão publicadas em edital pelo IBRAE, em data a ser definida.

Conheça os outros termos do acordo na nota abaixo:

  1. Eduardo Diz

    Acho que deveria anular o concurso por completo e não tão somente o edital 07 que esse teve base fraudulenta quando inclui mais candidatos, ja eliminados e alterando o resultado divulgado em 02/01/2020. Espero que pelo menos tenha a umbrindade e a ética de não mais cobrar a taxa de inscrição para o novo concurso que se diga de passagem pela mesma empresa IBRAE. FICA MEU VOTO DE PROTESTO!!

  2. Bruno Diz

    Melhore a interpretação, a nota de corte é 55. Não 55.5.

  3. Calazans Diz

    Gasto desnecessário com novo concurso. Bastaria alterar no edital atual os itens referentes aos pontos de corte e aplicar a Curva de Gaia. Faltou transparência ao não publicar a relação completa de todos os candidatos e suas respectivas pontuação nas provas.

    1. Calazans Diz

      Corrigindo: Curva de Gaus

  4. Thyago Diz

    Esse concurso precisa ser anulado por inteiro, porque é uma vergonha essa falta de transparência e descaso com os candidatos. Não é justo pessoas preencherem cargos públicos com a desconfiança da população e o pior, pela seleção de uma banca desconhecida é totalmente despreparada. Os velhos sistemas corruptos do Brasil sempre querendo predominar em tempos difíceis de incertezas e corrupção, pelo que é triste ver o MP fechar um acordo de TAC que ainda assim é visivelmente favorável à essa vergonha que acabamos de ver nesse concurso totalmente sem transparência e com os velhos marajás da política que se empossam da máquina pública para os seus interesses…vergonhoso!!

  5. Lucileide Diz

    Realmente tem que rever a conduta sim, mas não anular o concurso todo,pois os primeiros candidatos que foram aprovados também ficariam prejudicados .

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

× Envie uma