O Portal de notícias de Porto Seguro

Grupo dos nove vereadores se mantém blindado, firme e determinado em eleger o presidente da Câmara de Porto Seguro

0 739

Numa sessão rápida e extraordinária o grupo dos nove vereadores formado na Câmara de Porto Seguro, com o objetivo de promover a renovação da mesa diretora da Casa, mandou um recado solene e inconfundível ao grupo “fraternos”, de que, o grupo não recuará, não se acovardará diante das pressões e investidas nesse sentido.

O grupo formado pelos vereadores Ariane Felhberg, Lázaro Lopes, Bolinha, Robério Moura, Rodrigo Borges, Hélio Navegantes, Élio Brasil, Nido e o hoje empossado como presidente interino, Van Van, tem dado mostras de elevada consciência cívica e resistência democrática. Desde o início do ano, resolveram formar um bloco político na Casa, com o único objetivo de contrapor a unanimidade burra e cega que vinha vigorando na gestão do ex-presidente da Casa, Evaí Fonseca.

O comportamento do grupo tem sido comemorado e elogiado por populares, órgãos e instituições da sociedade, que veem no gesto uma oportunidade de se resgatar a liberdade e independência dos poderes, especialmente o legislativo, para que os “edis” possam executar o papel de fiscalização do executivo, legitimamente outorgado pelos eleitores, de forma imparcial e como previsto na lei dos órgãos reguladores

A prova cabal do equilíbrio, convicção e sensatez do grupo foi dada hoje, quando, mesmo após ter empossado Van Van como presidente interino da Casa, portanto, responsável pela condução do processo eleitoral que escolherá a nova mesa diretora, e tendo sido surpreendidos, na última hora, pela justiça local, por uma decisão sobre um “embargo de declaração” impetrado pelo presidente Evaí e o grupo “fraternos”, o grupo não se perturbou, manteve o equilíbrio e prometeu reagir às ações judiciais que se avolumam provocando o retardamento do pleito.

A conduta dos bravos vereadores do “grupo dos nove” é digna do nosso respeito e admiração, independente do viés ideológico de cada um.

O modelo Itaberaba de se fazer política em Porto Seguro, parece perder a validade. A união e resistência destes vereadores demonstrada até agora, ainda que embrionária, reacende uma luz na política local e traz o consolo e a certeza de que não fazemos parte desta fraternidade.

Assim como os vereadores, a população também tem ciência que é preciso fazer a coisa certa.

A cada manobra, a cada casuísmo e a cada adiamento, a resistência aumenta e em proporção maior. É como me revelou um vereador do Grupo: “Não nos dispersaremos”.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

× Envie uma