O Portal de notícias de Porto Seguro

Fiscais da prefeitura constrangem e humilham ambulantes durante o São João Elétrico

2 1.069

Em mais uma demonstração de que os festejos do São João camuflam os reais interesses da administração que, em momento algum, condiz com o alegado incremento da economia do município, os fiscais da prefeitura, numa ação arrogante e infeliz, têm humilhado e violentado os ambulantes que, debaixo de chuva, se arriscaram a fazerem um biscate na Passarela do Álcool.

Numa ação vergonhosa e repugnante, os ditos fiscais (não são todos) orientados, de acordo relato de um desses servidores, pelo todo poderoso Secretário de Relações Institucionais, Maurício Pedrosa, revistam as caixas de isopores desses ambulantes, quando estes se ausentam, em busca de produtos que não sejam da patrocinadora “Itaipava”; quando encontrados, são recolhidos, dispensados e inutilizados, para que não sejam revendidos.

Entendemos que o contrato com a cervejaria patrocinadora exige exclusividade do produto, entretanto, o bom senso deve prevalecer. Que se cobre a fidelidade dos bares, restaurantes e barracas instaladas no circuito, até multe-os, mas do pobre e frágil ambulante, que já teve dificuldades para pagar as taxas para operar no local, sacrificou sua saúde, sua família, na esperança de levantar uns trocados nos festejos, é muita irracionalidade.

Com certeza, não é desta forma que esses eventos beneficiam os moradores de Porto Seguro. O olhar mesquinho e discriminatório da administração “fraterna” do governo Cláudia Oliveira, em relação aos trabalhadores daquele local, é notório. Semana passada postamos matéria em que os barraqueiros denunciavam esta situação (leia aqui).

Investir mais de três milhões em um evento, com recursos públicos, e não permitir que o humilde ambulante local, formado na sua grande maioria por idosos, contribuintes e dependentes desta atividade desenvolva seu trabalho da maneira mais econômica e rentável, é a real comprovação de que o evento é uma verdadeira “caixa preta”, envolto em suspeitas de irregularidades de toda a natureza.

Veja vídeo abaixo:

  1. Conterrânea Diz

    Eu e alguns amigos que estavam na festa no dia 21/06 fomos chamados e orientados a esconder uma bebida de outra marca que compramos fora da festa pois não poderia ficar ali com bebida de outra marca, fomos até outros profissionais que estavam lá e fomos informados que era mentira, um constrangimento desnecessário e ridículo !

  2. Rodrigo Diz

    Eu não acho que seja humilhação porque todos são imformados que não podem vender produtos de outras marcas isso acomtece em qualquer evento que seja patrocinado por alguma empresa eu por exemplo ja vi isso acontecer no circuito barra ondina em salvador no carnaval mas como no brasil o jogo politico da imprensa deixa parecer que estão procupado com a sociedade mas na verdade esta só querendo fazer politica. Outra imformação a licença dos estabelecimentos ao redor é um alvará anual o dos ambulantes do circuito e temporário. Não estou aqui pra defender ou acusar ninguém só acho absurdo aproveitar da falta de informações das pessoas pra fazer jogo sujo de politica

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

× Envie uma