O Portal de notícias de Porto Seguro

Evento na casa de vereador reforça fidelidade à prefeita de Porto Seguro Claudia Oliveira

Não compareceram à convocação, os seguintes vereadores: Ariana, Nido, Rodrigo Borges, Van Van e Robério Moura.

1 13.120

Dizem que uma imagem diz mais que muitas palavras.

Verdade! Veja nessa foto, a alegria e satisfação dos vereadores de Porto Seguro, reunidos na casa do vereador Geraldo Contador com a prefeita investigada por fraudes e corrupção, Claudia Oliveira.

A impressão é de que está tudo às “mil maravilhas”, saúde, educação, infra-estrutura, povo satisfeito… Só felicidades!

Pobre portossegurense, compareceu às urnas nas últimas eleições, reelegeu a prefeita, renovou 11 vereadores na câmara, e presencia um espetáculo, que os vereadores resistem em não ver, de saque aos cofres públicos, farras com o dinheiro público, apadrinhamento de apaniguados com cargos e contratos de prestação de serviços, favorecimentos e direcionamentos em licitações, enfim, uma série de irregularidades amplamente denunciadas pelo Ministério Público após investigações da Polícia Federal.

Segundo informações, esse “rega bofe” é realizado todo mês na casa de um dos “edis”. Uma espécie de confraternização, e a deste mês, na casa do vereador Geraldo Contador, contou com as ilustres presenças da prefeita Claudia Oliveira e do deputado federal Ronaldo Carletto.

De acordo fontes, o assunto predominante foi a reeleição do presidente da câmara Evaí Fonseca, que para tanto, é necessário a alteração do regimento interno da casa, que, por sua vez, precisa da aprovação de 12(doze) vereadores; exatamente o número de “edis que prestigiaram o evento.

Não compareceram à convocação, os seguintes vereadores: Ariana, Nido, Rodrigo Borges, Van Van e Robério Moura.

Não se sabe quem banca essas mordomias. O certo é que, de uma maneira ou outra, está saindo do bolso do contribuinte. Comenta-se que, na câmara, falta água mineral nos gabinetes, cafezinho, ar condicionado não funciona, mas os banquetes são sagrados. Acontecem todas às quintas, antes do início da sessão, no gabinete do presidente e,mensalmente, na casa de um dos vereadores.

“Tudo nosso nada deles”, essa tem sido a máxima da câmara. Banquetes, carro de luxo a serviço da casa, câmara nova, 13º salário, painel eletrônico e por aí afora. Tudo justificado com “A câmara tem dinheiro pra gastar”.

Ahh… e por falar em painel eletrônico, o vereador Élio Brasil, ausente na última sessão, teve seu voto registrado no painel, só Deus sabe como!!  O voto não é registrado por biometria, com a digital do “edil”, como aconteceu isso? Será que o fantasma  de Antonio Carlos Magalhães compareceu à sessão?

Bom!!! Mas este é um assunto que trataremos em outra matéria.

  1. Edro Tenório Diz

    Creio que já passou da hora dos políticos pararem de limpar suas excelentíssimas bundas com a língua do povo. Não podemos esperar nada mais de funcionários públicos que só frequentam o ambiente de “trabalho” uma vez na semana durante algumas horas e acham isso correto.
    Os lacaios do poder, não querem os títulos e sim as benesses que o título outorga, eu fico aqui me indignando toda vez que leio e toda vez que passo em frente ao prédio da Câmara, que por sinal terá outro destino logo logo né.
    Uso, lamentavelmente, o título (esse sim louvável) de um dos livros do mestre João Ubaldo Ribeiro – Viva o Povo Brasileiro – que se pensa como espertalhão.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.