O Portal de notícias de Porto Seguro

Estacionamento para vereadores e novo Código de Obras do município esquenta os debates na Câmara

0 393

A sessão desta quinta-feira, 20/02, da Câmara de vereadores de Porto Seguro, teve o seu “Pequeno Expediente” pautado, nos pronunciamentos da tribuna, pela ausência de estacionamento para os vereadores nas imediações da Casa.

O ex-líder do governo Dilmo Santiago foi quem despertou o tema: ”Quando alguém quiser se auto-promover, que não use mentiras” pontuou Santiago, se referindo a um vídeo feito por um pastor e postado nas redes sociais, onde afirma que os vereadores usufruem de estacionamento grátis na zona azul, em frente à Câmara.

No vídeo, o pastor Ricardo Soares de Oliveira, segundo Dilmo, afirma que: “Nem juntos, nem misturados, estamos aliançados”, o que, na interpretação do vereador, demonstra a conotação política da peça produzida.

Em seguida, o vereador Geraldo Contador, no seu pronunciamento, foi mais contundente: “Nós não damos valor a nós mesmos. São três poderes, e somos o único que não tem esse direito. Pastor mentiroso! Pastor toma conta de ovelhas! Vamos fazer abrir 17 vagas para nós. Vamos criar nosso estacionamento para sermos valorizados, senão seremos criticados mesmo”.

Os demais vereadores que usaram a tribuna compartilharam as queixas dos antecessores, sendo que o vereador Kempes Neville (Bolinha) voltou a questionar a legitimidade do concurso público realizado e do que vai acontecer. “Esta empresa já mostrou ser incapaz, ineficiente para este tipo de evento. A quem interessa este concurso público? É somente um capricho ou um desejo de alguém? Nunca vi um concurso fragmentado em etapas. Temos que debater melhor este tema”, questionou o vereador Bolinha.

Por fim, ao colocar as emendas ao Código de Obras do município em votação, o tempo fechou de vez. Alegando não terem conhecimento do teor das emendas apresentadas, os vereadores Bolinha e Geraldo Contador pediram “vistas” do projeto, forçando a presidente Ariana tirá-lo de pauta.

Pelas alegações dos vereadores, a maior dúvida era sobre a distância entre os postos de combustíveis, alterado numa das emendas apresentadas. A vereadora e presidente da Casa, Ariana Prates, além de defender as alterações propostas, cobrou dos pares, maior acompanhamento, pois, assim como o código, as emendas também estavam disponíveis para consulta dos vereadores, na secretaria da Casa, já há um bom tempo.

O projeto de Lei Nº 032/2018, que trata do assunto, foi retirado da votação sem previsão para retomá-la.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

× Envie uma