O Portal de notícias de Porto Seguro

Com pandemia, Turismo da Bahia tem maior prejuízo do Nordeste

0 812

Um estudo realizado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aponta que a Bahia teve o maior prejuízo do Nordeste e o quinto maior do país na área do turismo. Segundo o levantamento, o estado teve perdas em torno de R$ 4,07 bilhões entre os meses de março e maio deste ano, período em que o Brasil enfrentava o avanço da pandemia do novo coronavírus.

Em todo o país, o prejuízo foi de quase R$ 90 bilhões. São Paulo (R$ 31,77 bilhões) e Rio de Janeiro (R$ 12,48 bilhões), principais focos do coronavírus no Brasil, concentram mais da metade do prejuízo nacional registrado pelo setor. Em seguida estão Minas Gerais, com R$ 7,09 bilhões, e Rio Grande do Sul, com R$ 4,79 bilhões.

No Nordeste, atrás da Bahia estão Pernambuco (R$ 2,52 bilhões) e Ceará (R$ 1,88 bilhão). Com base na queda de receitas do turismo, a CNC estima que 727,8 mil postos de trabalho podem ser eliminados no setor até o fim de junho.

Tem mais
Segundo o presidente da CNC, José Roberto Tadros, ainda não é possível prever uma mudança significativa na atual tendência de perdas do segmento. “As ações já adotadas pelo governo federal, na forma de Medidas Provisórias voltadas para a preservação do emprego, permitem reduzir o impacto decorrente da queda expressiva do nível de atividade do setor”, ressalta Tadros.

Contudo, ele afirma que mais medidas serão necessárias. “Mas a extensão das perdas e dos danos no setor causados pela crise histórica que estamos vivendo vai exigir medidas adicionais para a preservação das empresas e dos empregos”, finaliza.

Protocolos
Em conferência realizada, recentemente, com representantes das secretarias do Desenvolvimento, Planejamento, Fazenda e Casa Civil, o secretário do Turismo da Bahia, Fausto Franco, reforçou que a retomada das atividades no estado será pautada em protocolos de saúde unificados.

Na ocasião, Franco relatou que as medidas de segurança estão sendo revisadas pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia e que a Setur já trabalha com uma campanha de marketing para divulgar as 13 zonas turísticas do estado, com o foco inicial de potencializar o turismo regional.

Fonte: Correio 24 Horas

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

× Envie uma