O Portal de notícias de Porto Seguro

Chicana e mutretas tentam barrar a CEI contra o prefeito de Cabrália, Agnelo Santos

1 456

Cinco vereadores da base do prefeito Agnelo Santos (Josué, Nenem Abreu, Meu Jovem (Gean), Indhiara, e Gedeon), juntamente com mais dois integrantes da CEI (Comissão Especial de Investigação), que inclusive votaram a favor da instalação da Comissão, e fazem parte dela, tentam barrar na justiça o prosseguimento das investigações contra o prefeito Agnelo que poderiam culminar com o seu afastamento definitivo da função de prefeito do município de Santa Cruz Cabrália.

Vereador relator da CEI, Cláudio Xepa

A CEI foi instalada em função das denúncias apresentadas pelo comerciante local, Marcos Santana, que apontavam improbidade administrativa no ato de “apropriação indébita” cometida pelo prefeito Agnelo, por estar procedendo a descontos de empréstimos consignados dos servidores públicos na folha de pagamento e não está realizando os repasses devidos para as instituições bancárias credoras da operação.

A denúncia foi acatada pelos 6 vereadores presentes na sessão, que optaram livre e espontaneamente pela instalação da CEI.

Ocorre que, de lá pra cá, o prefeito vem se movimentando desesperadamente para barrar o inicio dos trabalhos da comissão. Primeiro, protelou o máximo que pode a sua notificação, Segundo, tenta de forma vergonhosa e subserviente cooptar o vice-prefeito Carlos Lero, afagando-o com mensagens carinhosas e mentirosas, usando também para isso, “canetadas” para nomeações diversas e inconsequentes no sentido de amaciar e corromper os agentes políticos envolvidos no processo. O desalento da caneta chegou ao ápice na última nomeação, ocorrida na semana passada, do adversário político e irmão do presidente da CEI, Alixandro Carvalho. Tudo isso ás claras, sem o menor pudor, num verdadeiro deboche com o eleitor e as pessoas trabalhadoras, sérias e amantes do município.

Trecho da liminar impetrada por advogados do prefeito

O que surpreendeu a todos foram a repentina mudança de opinião dos vereadores Flávio e Agrailson, que resolveram apoiar a liminar impetrada pelos advogados do prefeito, para anular a sessão histórica do dia 19/03, quando decidiu pela formação da Comissão Especial de Investigação, para apurar os abusos e desmandos do prefeito.

A alegação exposta na liminar pelos advogados do prefeito, de que o assunto estava fora da “Ordem do Dia”da Casa, pode até se sustentar no emaranhado jurídico dos nossos códigos de leis, mas do ponto de vista da sociedade é bizarra, esdrúxula, cujas consequências, independente de decisão judicial, manchará de forma definitiva e irrecuperável os descompromissados “edis” que a fomentam.

Trecho da liminar onde cita os vereadores impetrantes

Nunca é demais lembrar que o prefeito Agnelo Santos, além de investigado pela polícia federal, na “operação fraternos”, juntamente com a irmã e prefeita de Porto Seguro, Cláudia Oliveira, e o cunhado e esposo de Cláudia Oliveira, o também prefeito de Eunápolis, Robério Oliveira, por desvios de cerca de 240 milhões de reais dos cofres públicos, tem seu nome associado a diversas denúncias de improbidade administrativa formuladas por cidadãos e entidades locais, em andamento.

Recentemente, na sessão do dia 09/04, a “tropa de choque” do prefeito rejeitou outra denúncia que apontava irregularidades numa obra realizada pelo município, nas proximidades da AFEMG, às margens da rodovia BR-367.

Na sessão que se realizará hoje, 16/04, além da contenda referente à CEI, será apreciado um pedido do prefeito de um empréstimo, no valor de 15 milhões de reais, junto à Caixa Federal, com destinação duvidosa e mal explicada.

  1. […] acomodando insatisfeitos e rebelados, desconsiderando o mérito, a ética e o pudor. Foram dezenas, entre exonerações e nomeações, culminando com apelo esdrúxulo, em vídeo, ao vice-prefeito, Carlos Lero, e a nomeação para […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

× Envie uma